Going to Ireland... Introdução!

Olá. Há três dias, ou um pouquinho mais, eu cedi as tentações do WoW e baixei o jogo novamente no meu computador. Então, por isso eu sumi. Mas também teve outros motivos que envolve a minha depressão e sentimento de culpa por estar jogando e não estudando. Acho que já disse aqui em algum post que a organização do meu quarto é o reflexo dos meus sentimentos. No momento ele está "arrumado" e cheio de novidades, mas dentro do armário está uma bagunça, tudo meio jogando e amontoado! 

Mas hoje eu não vim falar das minhas bagunças e fugas da vida, vim falar um pouco mais sobre a minha viagem para a Irlanda! E como você pode ver aqui do lado direito (--->), eu já tenho até uma contagem regressiva para o dia e hora do voo.


Essa será a minha primeira viagem para o exterior. Isso gente, eu nunca fui nem dar um pulo na casa dos nossos hermanos argentinos. E além de ser a primeira viagem para fora do país, eu viajarei sozinha para um país que não dá nem para enrolar no portunhol! E que acompanha meu blog sabe que meu inglês não é lá grande coisa, mas acho que dá para chegar.

O QUE VOU FAZER FORA DO PAÍS?



Por ser a primeira vez, estar sozinha e não falar muito bem inglês, achei que o melhor seria fazer um curso, assim posso conhecer gente e melhorar o meu inglês, quem sabe até sair com um certificado de lá. Se eu tivesse mais dinheiro para ficar mais tempo ou se fosse a minha segunda vez indo para fora do país, eu já optaria por estudar e trabalhar. Acho que esse tipo de experiência deve ser muito legal! Mas se eu fosse com alguém, com certeza eu optaria por um mochilão que torna a viagem bem mais dinâmica e dá para aproveitar mais!

POR QUE EU ESCOLHI A IRLANDA?


Eu comecei a pesquisar sobre intercâmbios em 2007, mais ou menos, e minha primeira opção era o interior da Inglaterra ou Boston. Mas na época estava fazendo curso de inglês e estudando em colégio particular, o que não sobrava muito para pensar em aguardar dinheiro para viajar.
Em 2008, conheci o John Boyne e a irlanda num trabalho de literatura. Depois P.S. Eu te amo entrou na minha vida e quando percebi para onde eu olhava via a Irlanda. Mas como no ano anterior minha família deixou claro que não seria possível um intercâmbio, fiquei namorando a Irlanda de longe. 
Quase sete anos depois, o assunto intercâmbio soou diferente no ouvido da minha mãe. E claro, a Irlanda foi o primeiro lugar que veio na minha cabeça. Mas claro, se a intenção era aprender inglês (já estou dois anos sem fazer curso) aceitaria qualquer lugar! Mas o destino estava do meu lado. Pesquisei muito na internet e vi que Dublin é um dos intercâmbios mais baratos (comparado a Londres e algumas cidades dos Estados Unidos).  

O QUE EU JÁ TENHO FECHADO?


Bem, quando retornei a agência com a minha mãe fechamos:
  1. Curso Intensivo de Inglês (20 horas semanais) com duração de 4 semanas na Emerald Cultural.
  2. Quarto individual em Residência Estudantil no St Raphaelas de 4 semanas. 
  3. Seguro viagem.
  4. Transfer de chegada.
  5. Passagem aérea pela Lufthansa.
Eu fechei o meu intercambio pela CI de Ipanema, fui super bem atendida por todos lá. Mas fechei o contrato com a Tereza e a Ana Christina, as duas são uns amores. A CI pede 20% do valor do pacote na primeira parcela e quanto mais cedo você fechar a sua viagem, mais vezes você poderá parcelar o resto. No meu caso, foi 20% + 9 vezes.  Algumas taxas eu tive que pagar a vista e passagem aérea é a parte. Como eu escolhi a lufthansa, só pude parcelar em 5 vezes. Mas pela Iberia, por exemplo, as passagens são mais baratas e podem ser parceladas em 10 vezes. 


O QUE FALTA EU VER?


  • Dinheiro para passar um mês na Irlanda.
  • Como vou levar esse dinheiro.
  • Lista de lembrancinhas para queridinhos e um presente para sortear aqui no blog.
  • Roupas de frio.
  • Pesquisar mais sobre a Irlanda (saber mais do que muitos irlandeses - brinks).
  • Escolher um aplicativo ou algo que me ajude a controlar os gastos.
  • Planejar o que PRECISO fazer e o que seria legal fazer.
A maioria dos países exigem que o viajante comprove que possui determinada quantia para ficar no seu país. A última informação que eu tive, na Irlanda, você precisa comprovar que terá 60 euros por dia! Então, aja cofrinho e vamos ficar na torcida para o euro dar uma baixada, ou pelo menos não aumentar. 
Umas das minhas maiores questões é como levar o dinheiro. No final de semana passado eu fui atrás de uma casa de câmbio para saber as possibilidades e venho falar sobre isso em outro post. 
As roupas de frio, eu fui aconselhada pela agência a comprar lá. Levar o que eu tiver de mais grosso e pesado, fazer sobreposição e quando chegar lá ir atrás disso. Lá é muito mais barato, você paga 30 euros em um casaco legal! Enquanto aqui (eu fui na Zara esses dias), o casaco de frio mais barato (que nem era legal) era 150 reais (cerca de 50 euros). 

O resto venho aqui compartilhar com vocês conforme eu for descobrindo! Mas adianto que o meu principal objetivo é voltar dançando assim (vá em 2:35):

Comentários

  1. Amei seu post amiga! Continue compartilhando os planos, porque eles fazem a viagem muito mais legal. Vc podia pensar em um post que vc pede dicas dos seus leitores.
    Bjs, adorei. ^^

    ResponderExcluir
  2. Vai ser muuuito mais do que legal essa viagem!!!! hahahaha

    ResponderExcluir
  3. EU ESTOU APAIXONADA POR ESSE VÍDEO! Já vi três vezes kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário