Exposição Centro Cultural da Caixa (RJ): Djanira

Quando eu sai de casa no domingo, eu estava crente que iria ter uma tarde agradável no MAM (Museu de Artes Modernas)  vendo o incrível trabalho do Mueck. Desci na Cinelândia e andei algumas quadras até encontrar uma movimentação um tanto estranha. Ao chegar mais perto, me deparei com a seguinte imagem:


Mentira. Estava bem pior! Na parte de fora não tinha nem aquele buraco no meio. Eu chutaria que tinha umas 200 pessoas no minimo na fila do lado de fora. Alguns minutos depois acabei descobrindo que era o último dia. E foi assim que dei adeus para o Mueck e fiquei sentada nos jardins do MAM, porque era o que restava. Fiquei imaginando o quanto seria impraticável ser uma tarde agradável sendo que teria que ficar numa fila de horas e depois não conseguiria ver as esculturas direito devido o número de pessoas dentro no prédio.

Mas ai está a magia do centro do Rio, você não é o obrigado a ficar pegando filas para para fazer um passeio cultural e você sempre descobre exposições mais incríveis ainda. Eu não vi nenhum gigante ou esculturas que parecem pessoas de verdade, infelizmente. No entanto, descobri mais sobre os talentos do Brasil. As vezes ficamos tão impressionados com o que vem lá de fora, que fechamos os olhos para os grandes artistas que temos aqui.
Eu foi assim que conheci Djanira. Brasileira. Artista. Desenhista. Ilustradora. Cenógrafa. Mulher. Orgulho. 


As obras de Djanira estão voltadas para representação da sociedade e da cultura brasileira, retratando desde a paisagem nacional aos costumes. Com traços geométricos e cores fortes, eu poderia ficar o dia inteiro admirando suas obras.



Uma parte muito legal da exposição é a parede de ladrilhos, onde os visitantes são convidados a fazer a sua arte, assim como Djanira fez.


Por fim, o quadro abaixo foi o meu favorito da autora na exposição (Centro do Rio, Largo da Carioca). Eu adoro sobradinhos e quem me conhece sabe como quase quebro o pescoço tentando admirar todos os sobradinhos que enchem o centro do Rio.



No segundo andar do centro cultural você ainda podia ver uma exposição riquíssima sobre o Patrimônio Imaterial Brasileiro. Infelizmente não podia tirar foto, mas quem estiver afim de conhecer mais sobre as diversas culturas do nosso país, vale muito a pena!

Comentários

  1. Hum... Rio e Sampa tem desses problemas. As coisas lotam e ferra tudo. Eu tb correria kkk
    bom que Vc achou uma alternativa!

    ResponderExcluir

Postar um comentário