Going to Ireland: Dim-dim na Irlanda

Bem, todo site que entrei para buscar alguma informação sobre documentação e requisitos mínimos para entrada no país falavam sobre estadias de mais de 90 dias e de como era preciso não sei quantos mil euros comprovados para entrada. Mas o meu caso é bem diferente...

O único lugar que achei respostas satisfatórias e confiáveis é o site do Itamaraty e recomendo que você dê uma olhada independente do país que você esteja indo (clique aqui). O site é super atualizado, inclusive consta a confusão dos cursos de inglês fechados na Irlanda por práticas ilegais, que aconteceu no primeiro semestre desse ano. 


Para começar, o visto na Irlanda (e países da União Europeia) é retirado na hora da entrada no país. As exigências e documentações da imigração irlandesa são:

"* passaporte com validade de 6 meses;
* prova de meios de subsistência compatível com o período de sua permanência no país;
* comprovante de reserva de hotel ou de acomodação;
* passagem de regresso ao Brasil ou de continuidade da viagem para outro país;
* seguro médico-hospitalar, assegurando-se antes de partir que referido seguro tem cobertura na Irlanda." (fonte: Portal consular)
Pelo que li em outro sites, na hora que eles constatarem o período e seu objetivo no país, a imigração irá conceder o visto certo. No site do e-dublin, eles apresentaram cada tipo de visto (clique aqui). Eles são meio específicos e ainda não sei exatamente em que categoria eu estou, poderia ser Stamp 0 (temporário para 90 dias) ou stamp 2A (estudante sem permissão de trabalho, período máximo de 6 meses - mais provável) .

OKAY. Ai voltamos para questão dinheiro. Dizer que preciso de "meios de subsistência compatível com o período de permanência" é um tanto subjetivo certo? Então, estou tentando incluir nessa bagunça outras coisas além da subsistência. Melhor sobrar do que faltar né?

Mas mais do que a quantia, a grande questão é como levar esse dinheiro. Eu já comprei alguns euros em nota mesmo, mas acho meio complicado levar muita grana em cash. Então pensei em outras duas possibilidades:

Cartão de crédito internacional

Já entrei em contato com o meu banco e pedi um cartão internacional. Mas não pretendo usá-lo muito, seria mais para emergência. Pois quanto se usa o cartão de crédito, além de algumas taxas, você fica a merce da variação cambial até o dia do fechamento da sua fatura. No entanto, ainda é uma opção, para emergências, como eu disse.

Cartão Travel Money

No meu banco para obter esse cartão é preciso estar disposto a desembolsar pelo menos 30 euros. Ele funciona como um cartão pré-pago, você vai colocando o dinheiro e depois usa o cartão para pagar coisas lá fora ou sacar em ATM. Ele tem vários pontos positivos em relação ao dinheiro físico e o cartão de crédito: ele não tem anuidade, não cobra juros para saque no exterior e não sofre risco de variação cambial, já que você paga a variação do dia em que coloca o dinheiro no cartão.

No meu banco, ainda informaram que esse dinheiro não "vence", então você pode fazer um planejamento bem adiantado da sua viajem e ir juntando o dinheiro aos poucos. Eles oferecem um cartão reserva, para caso de perda, ou para uso como cartão adicional. Outro ponto super importante para mim é que posso carregá-lo em qualquer lugar do mundo através do bankline. Então, se faltar aquela graninha, dá para ligar para mamãe pedindo socorro que rápidinho o dinheiro é carregado no cartão.

Posso estar falando alguma besteira no meio de toda essa informação, mas é o que li e ouvi por ai. Se você tiver mais dicas ou souber de alguma besteira que estou falando, coloque ai nos comentários. De qualquer jeito, espero que eu tenha te ajudado, porque pelo menos para mim está ajudando a organizar minhas ideias. 

Comentários