Como participar de eventos literários

Esse mês faz um ano que meu livro, Mocassins e All Stars, foi publicado. Inclusive, tem promoção rolando no facebook (fb/mocassinseallstars) valendo um exemplar autografado, se tiver alguém interessado.
Esse primeiro ano foi feito de muitos altos de baixo, de algumas batidas de cabeça e muitos tropeços. Às vezes eu queria que alguém tivesse me dado algumas dicas pra facilitar meu caminho e é isso que eu estou tentando fazer por vocês. Para quem quer ser escritor também ou simplesmente para quem tem curiosidade de saber como o mercado funciona e quais são as dores e delícias de participar dele.

Eu sempre tive vergonha de tirar dúvidas com os outros, especialmente se eu os considerava superior a mim (e como minha auto estima é no meu pé, eu normalmente considerava todo mundo melhor que eu). Quando comecei na carreira literária não foi  diferente. A única pessoa com quem conseguia tirar dúvidas era uma escritora amiga minha há quase 10 anos, que tem uma paciência incrível e é um amor de pessoa (Larissa Siriani, nova contratada da Verus Editora. Pode ir lá fuxicar e volta daqui a pouco para terminar de ler o texto).

Voltou? Ok. 

Depois que eu comecei a mergulhar de cabeça, muita gente começou a me perguntar como eu fazia. Tudo. Como eu consegui uma editora, como eu consegui likes no facebook, como usa o wattpad (já expliquei pra vocês) e, o tema dessa vez, COMO PARTICIPAR DE EVENTOS LITERÁRIOS?

O primeiro evento que participei, fora meu próprio lançamento (rs), foi a Semana do Livro Nacional de Niterói, em Junho de 2014. A Semana foi organizada pela Carolina Estrella e eu, com a maior vergonha de todos os tempos, abri uma inbox com ela - sem nunca ter falado com ela antes - e perguntei se tinha um espaço para minha pessoa na programação. Ela foi super solícita e me encaixou numa mesa só de gente grande! Janaína Rico, Márcia Rubim, Fernanda França e Monique Lavra. Eu era a única com um único livro e no início, bem no início mesmo, da carreira.

Depois disso eu aprendi que para conseguir participar de algo, você tem que se expor. E, normalmente, se expor significa ser ativo nas mídias sociais e perguntar na cara dura para os organizadores mesmo se cabe mais uma pessoa. Claro que tudo tem um jeitinho. Você se apresenta, fala quem é, o que escreveu, que está no início da carreira, que adoraria participar do evento e que está buscando oportunidades de divulgar seu trabalho.

A dica mais importante é você estar CIENTE do que é aquele evento para o qual você está se auto-convidando. Por favor, se você escreve fantasia, não vá se auto-convidar para um evento hot! A outra coisa importante é CONHECER os eventos para o qual você está se convidando. Se você já participar do evento como leitor/ouvinte, se apresente para o organizador no final dele e pergunte como fazer para participar. Conhecer o evento é tiro e queda! O organizador normalmente fica muito feliz de ter seu trabalho reconhecido e você arruma um evento super legal para participar.

Ué Clara, mas isso sempre funciona? Claro que não. Muitas vezes as pessoas nem responderam meus e-mails/minhas mensagens. E o que fazer? Ora, superar e seguir em frente. Não adianta ficar mandando um monte de e-mail e um monte de inbox exigindo uma resposta, ou você pode acabar mal falado no mercado. Aceite que não era o momento e procure uma nova oportunidade. Eventualmente ela surgirá. Também não adianta ficar chateado e pegar birra eterna se algum organizador disser que não pode te receber. É escolha dele e direito dele. Seja cordial, agradeça pelo retorno e espere o tempo passar. Às vezes ele já tinha a mesa cheia ou achou que você não era o perfil daquele evento e pode te chamar para o próximo.

E tome cuidado com onde você está se metendo. O mundo literário, especialmente o de eventos, em especial no RJ, é muito complexo. Normalmente nós, escritores iniciantes, ficamos muito confusos com tantas informações e com tantos eventos. Faça sua pesquisa. No google, nos blogs organizadores, nas páginas do facebook... E, na pior das hipóteses, pergunte para algum autor simpático. Evite furadas!

E por que você mesmo não organiza um evento? Claro, dá um trabalho tremendo, mas quando tudo dá certo no final, a felicidade é TAMANHA. E não tem erro de você não ser convidado para o próprio evento, né? Mas esse assunto fica para outra semana! O resumo da ópera da semana de hoje é: põe a cara no sol, mona. 

Comentários

  1. Oiii Clarinha linda <3

    EU vejo toooodos os seus posts no feice sobre os eventos e AMO ver você crescendo.
    Acho que todo evento é bem vindo e isso engrandece o autor e os leitores pois podemos ter um contato maior e melhor com vocês né?
    Sonho com a vinda de vocês para cá :)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  2. Apesar do título, você não diz exatamente como participar de ventos literários. Você relata como foi algumas de suas experiências. Mas são dicas interessantes e eu acho que é isso mesmo, por a cara no sol, rsrs, dar o rosto a tapa e não ficar com vergonha. Tem que se arriscar, mas também saber quando é hora de parar, de ser inconveniente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário