"Por Contato": inclusão através da fotografia

Recebi um email do MAR (Museus de Arte do Rio) com o realese da exposição "Por Contato". Ela reúne trabalhos de fotógrafos surdos pernambucanos através do projeto FotoLibras. Uma ótima oportunidade para cariocas e visitantes conhecerem um pouco mais sobre arte contemporânea brasileira. 

____________________________________________________

Exposição ‘Por Contato’ chega ao MAR 

 Projeto pioneiro conduzido por artistas pernambucanos promove a fotografia participativa para dar voz a fotógrafos surdos; mostra gratuita abre na terça 26/5 

Clique na foto para ampliar. Foto de divulgação.
 A partir de terça (26/5), o Rio é convidado a conferir a exposição Por Contato, que reúne trabalhos de fotógrafos surdos pernambucanos. Em cartaz no MAR (Museu de Arte do Rio), a mostra reúne imagens produzidas a partir do pioneiro projeto FotoLibras. Na abordagem, a fotografia se transforma em voz para quem não ouve, ampliando as possibilidades de impacto e de diálogo com o entorno.

O conceito de fotografia participativa adotado pelo FotoLibras foca na capacitação para documentar e divulgar ideias e percepções sobre o mundo. “Voz” é uma metáfora para descrever o poder de comunicar, dialogar e participar em decisões políticas, sociais e culturais.

Clique na foto para ampliar. Foto de divulgação.
Desta forma, o ato de fotografar e a divulgação das imagens produzidas se transformam em ferramentas de diálogo. É também uma estratégia de empoderamento de grupos que frequentemente tem pouco ou nenhum acesso a meios de comunicação. O projeto é conduzido por artistas do grupo GEMA, estimula o surgimento de multiplicadores e permitiu a formação de uma geração de fotógrafos surdos em Pernambuco. 

Por Contato reúne imagens que promovem a inclusão social a partir da valorização da diversidade, independentemente de características físicas, comunicacionais ou intelectuais. Enfatiza, desta forma, que a única diferença entre surdos e ouvintes é uma língua diferente. Além disso, busca incentivar a presença da comunidade surda no circuito de produção cultural, do qual frequentemente é excluída pelo despraparo da sociedade e das próprias instuições de cultura. 

Sobre o GEMA 

O GEMA (Grupo de Educação e Mudança pela Arte) é uma entidade sem fins lucrativos que conduz atividades educacionais e culturais com foco na inclusão visual. Estimula a produção, uso e leitura da imagem de forma criativa, lúdica e crítica, a fim de construir uma sociedade mais justa e inclusiva. É composto pelos artistas Eduardo Queiroga, Mateus Sá, Rachel Ellis e Vládia Lima. 

SERVIÇO 
Por Contato (exposição do Projeto FotoLibras) 
Onde: MAR - Museu de Arte do Rio (Praça Mauá, 5, Centro, Rio de Janeiro) 
Quando: 26/5 a 5/7 (bate-papo e lançamento do catálogo na terça 26/5 às 11h) 
Visitação: de terça a domingo das 9h às 18h. 
Entrada gratuita. 
Informações: (21) 30312741 ou www.museudeartedorio.org.br

Clique na foto para ampliar. Foto de divulgação.
____________________________________________________

Eu acho muito legal a iniciativa de instituições e curadorias de museus que dão espaço para projetos como o do FotoLibra. Muitas vezes esses projetos não chegam ao conhecimento do público mais amplo e são a partir de exposições como essa que eles passam a ter uma maior visibilidade.

O projeto em si é formidável e merece ter sua ideia espalhada por todo o país, principalmente como forma de inclusão e valorização da cultura surda. Pesquisando mais sobre o projeto, eu encontrei esse vídeo:


Então, ajude o projeto da maneira que puder, divulgando, apoiando financeiramente através do site Benfeitoria e/ou prestigiando a exposição do MAR. Vou conferir a exposição e darei o meu feedback para vocês!

Comentários

  1. Iniciativa muito interessante. Quero saber sua opinião sobre a exposição, Nina. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Amei esse projeto, Nina! Muito bom você ter compartilhado a informação. Vou transmitir também a outras pessoas. Um abraço!

    ResponderExcluir

Postar um comentário