Como a música influencia nossa escrita

Olá, amores!
Quem já leu algum livrinho meu ou conhece pelo menos os títulos, deve saber que a música tem muita influência nas minhas histórias. Afinal, não é a toa que eu tenho um livro chamado Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos. Tiete! também é um livro muito musical e Chinelo e Salto Alto tem uma quote de música na abertura de todos os capítulos. E, além disso, todos os meus livros tem uma playlist lá no Spotify.
Mas, mesmo assim, o link pode não parecer tão claro. E, obviamente, nossos processos criativos podem ser diferentes e você pode ter horror só de pensar em misturar música com literatura. Se for esse o caso, talvez essa coluna não seja para você. Porque hoje quero falar sobre como a música influencia meu processo de escrita e me ajuda a produzir melhor.




A música funciona basicamente de três formas principais para mim: 
a) Música como forma de inspiração quando estou bloqueada As playlists são para que os leitores possam imergir na história, é claro, ma…

Espaço do Designer - edição Premio Estampa Brasil : Angelo Artimus

Olá queridos,
nosso espaço cada vez mais colorido e estampado com artistas do nosso Brasil.
E hoje vou contar um pouco a história do Angelo Artimus que foi selecionado em duas das três categorias, "Amazônia, um jardim brasileiro" e "Carnaval, um Brasil de cores" (abaixo).
Aliás essa não é a primeira vez que ele está entre os selecionados do Premio Estampa Brasil.




 Angelo Artimus tem 38 anos, mineiro mas que atualmente reside em Búzios, no Rio de Janeiro. Apaixonado por arte, e desde muito cedo já brincava em meio à tintas, lápis e pincéis. Como um bom autodidata, é um curioso incansável, e como artista plástico descobriu o mundo das formas e cores trabalhando com pinturas em telas. Depois foi trabalhar como estilista num período de 10 anos, com grandes e pequenas empresas e foi aí que conheceu estamparia e se identificou com suas variações. Atualmente vive dessa paixão, onde a cada dia que passa descobre algo novo. Com relação à estilo, ele define como "um pouco de cada estilo", pelo fato de estar trabalhando como designer de superfície um pouco mais que 1 ano. Confira mais um pouco do trabalho dele.


                    


 Quanto ao concurso, ano passado o Angelo ficou em segundo lugar na categoria que ele participou.
"E este ano, assim como no passado tirei um tempinho e fiz algo sem grandes planejamentos. Apenas para participar. E por sorte sempre dá certo. Mas eu gosto de participar até mesmo como uma forma de incentivo a este tipo de iniciativa."

Estampa selecionada no ano passado 

Gostou do trabalho do Angelo? Continue acompanhando esse trabalho lindo, pelo instagram ( link )
pinterest ( link ) e facebook ( link ).


Continuem acompanhando todas as quintas o Espaço do Designer.
Até a próxima quinta,
beijos,
Carolinna Mello.





Comentários