Especial Sophie Kinsella: Interviews

Antes de começar esse especial sobre a Sophie Kinsella - que por sinal, eu sempre pronuncio o sobrenome dela errado, eu falo /Kínsella/, ao invés de /Kinsélla/ - eu sabia muito pouco sobre ela como autora. Até pouco tempo, eu nem sabia que o nome verdadeiro dela era Madeleine Wickham! Em relação as obras dela, eu fui conhecendo aos poucos, mas comecei com a Becky, que primeiro eu conheci no filme. Então, fazer esse especial está sendo muito divertido e estou conhecendo a verdadeira Sophie.



Nesse último final de semana, eu peguei um noite para ficar vendo entrevistas delas no Youtube. Infelizmente não achei nenhuma entrevista pessoal, falando de como ela chegou até ali como escritora, como ela fez para lidar com a carreira e família. Eu não sei se eu não procurei direito ou se realmente ela é reservada em relação a isso.


A parte que mais gosto dessa entrevista está por volta dos 3 minutos de vídeo. Ela conta para os apresentadores
a história do anel que está usando. Resumindo a história, Sophie é super fã da Agatha Christie e o marido dela foi
em um leilão e comprou esse anel da A. C. como um presente de boa sorte para esposa. Lindo né? 

A maior parte das entrevistas e palestras que achei, ela está falando de algum livro recém publicado. E o máximo de revelação pessoal que encontrei foi ela admitindo que ela pensa muito como a Becky, o fato das duas serem jornalistas financeiro e adorarem compras. Em uma das entrevistas que vi, ela diz que achava que só ela pensava daquele jeito, quando criou a Becky, mas depois com o "bum" de vendas da Shopaholic, ela viu que não estava sozinha.

Vendo as entrevistas, eu também tive a oportunidade de conhecer um lado engraçado e despojado da autora. Pela foto na biografia dos livros que tenho, sempre achei a Sophie "bem inglesa" e que de alguma forma a comédia que ela apresentava nos livros fosse uma válvula de escape para "rigidez inglesa". Mas nada disso, ela é super engraçada, faz piadinhas também e digamos que se trata de uma versão da Becky menos lunática.


Essa foi umas das entrevistas que a Sophie deu que eu mais gostei. A apresentadora do programa de rádio soube
explorar bem o lado alegre e divertida Sophie (e adorei a risada dela haha). Nessa entrevista ela fala um pouco da
série da Becky, mas principalmente do último livro da série "Shopaholic to the Stars", 
que será lançado em portuguêsem agosto, pela Record.

Achei engraçado quando ela mencionou em uma entrevista que uma vez ela foi convidada para um programa de TV e falaram que a Becky Bloom estava nos estúdios. Gente, ela pode ter muito em comum, mas ainda assim, a Becky é apenas uma personagem.

De fato, ela tem muito carinho pela série da Becky e realmente parece não ter pretensões de finalizar a história para sempre. Como ela mesma disse em diversas entrevistas, o universo que ela criou para Becky cresceu de tal forma que sempre tem algo a mais para contar. Nas palavras da Sophie, e que eu concordo completamente, apesar da Becky ser a personagem principal, ao serem adicionados amigos, marido, família, filho... a história foi ganhando vida de uma maneira que esse universo da Becky parece vivo. Eu não vou ficar falando muito sobre a série da Becky, apesar de ser meio difícil, porque quero fazer um post só sobre ela.  


Nesse vídeo, a Jojo Moyes entrevista a Sophie sobre o primeiro YA dela, "Finding Audrey", publicado esse ano. Uma entrevista muito interessante que mostra a importância do lado cômico nas obras da Sophie.

Para finalizar, em uma das entrevistas, Sophie falou sobre porque ela escreve. Segundo a autora, seu principal objetivo é o entretenimento, ela quer que as pessoas, ao terminarem de ler um dos seus livros se sintam "tocados, felizes e que tenham um pouco de brilho dentro de si e que possam 'fugir' da vida real".

Em todos os seus livros, Sophie traz um toque cômico como forma de mostrar o lado engraçado dos problemas, usando a comédia como uma luz no final do túnel. Ou seja, a velha história de "aprender a rir de si mesmo".

Para fechar, um dos melhores vídeos que eu achei, Sophie falando sobre o seu "Shoeseum".

Comentários

  1. Oi!
    Ainda não li nada dela, mas tenho Fiquei com Seu Número em casa. Vou ler assim que der.
    Mas ainda quero comprar Os Delírios de Consumo de Becky Bloom, assisti o filme e achei muuito legal! haha

    Beijo
    http://www.ooutroladodaraposa.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário