Sophie Kinsella: O universo da Becky Bloom

A bienal começa dia 3 de setembro e no penúltimo dia (12), vamos ter o privilégio de receber a autora Sophie Kinsella, além do fato de eu ser uma mega fã da autora e estar aqui em casa planejando qual livro vou levar para a sessão de autógrafos, estou fazendo desde o começo de Agosto um especial apresentando toda a carreira da autora.


Veja os outros posts:


No último post, eu apresentei os livros "únicos" da autora publicados como Sophie Kinsella e disse que faria um post especial só para falar da série da personagem Becky Bloom. Na minha visão e pelas pesquisas que fiz na internet, S.K. só ganhou notoriedade como autora depois de lançar o livro da Becky, mas principalmente, depois do filme baseado na história da shopaholic mais querida do mundo.



Numa entrevista que a Sophie deu para o canal BNstudio, no programa Meet the writers (2010), ano em que lançava a "Mini Shophaholic", ela aproveitou para falar um pouco da série como um todo. Uma curiosidade legal que ela conta é que a inspiração dela para escrever a história da Becky foi justamente em um shopping. Ela sentiu a necessidade de apresentar o lado engraçado das compras onde tudo parece lógico e necessário no primeiro momento, mas que depois você percebe que não precisa mais daquilo.


Eu só tive conhecimento da série em 2009, quando o filme foi lançado. Eu nem tinha ideia de que eram tantos livros, ela já tinha lançado 5 livros da série, e quando comecei a ler pensei que a história acabava por ali com o "O chá-de-bebê de Becky Bloom". Era engraçado, porque conforme eu ia lendo os livros ficava pensando "Meu deus, não é possível que a Sophie tenha mais o que contar sobre as trapalhadas da Becky!". A própria autora em entrevista disse que não imaginava que a história fosse crescer tanto. Mas tinha! E tem como continuar crescendo! Acho que isso é o mágico dessa série da Becky Bloom.




Cada livro da série representa uma fase da vida da Becky onde ela aprende algo diferente, mas sua essência nunca muda completamente. Eu sei que isso pode tornar a história um tanto previsível, mas eu particularmente gosto. Eu não peguei (ou pego, já que a série ainda não acabou) nenhum livro acreditando que naquele a Becky iria ser totalmente madura, que não faria mais nenhuma compra por impulso... Eu lia justamente para ver a Becky entrando em suas confusões e como ela saia delas. Independente de qualquer esteriótipo - acho difícil um livro não acabar criando um esteriótipo, ainda mais um livro de "comédia" -, eu leio os livros da Sophie por pura diversão. E já disse, em outros posts desse especial, que entreter é o principal objetivo da autora.



Eu não sei ao certo em qual entrevista ela falou sobre isso, acho que foi um pouquinho em cada e todas completam a ideia de que a S.K criou um "mundo da Becky". Quando você pega a série para ler, não irá encontrar apenas a história da Becky e suas compras compulsivas. S.K. teve todo um cuidado de criar personagens secundários muito bons, o que deu um vivacidade incrível para história e uma possibilidade infinita de temáticas a serem trabalhadas na série. Por isso, a autora não fala com certeza se o último livro lançado da série realmente será o último.



Na Bienal do Rio desse ano, além do YA "Finding Audrey", a Editora Record também estará lançando o último livro publicado pela autora da série, "Becky Bloom em Hollywood". Eu fiquei muito feliz com o lançamento de uma edição de luxo (que claro, vou comprar, nem que eu tenha que vender um fígado), muito provavelmente por causa da vinda da autora para o Brasil.

A versão de luxo é de capa dura e tem essa capa de papel dourada por cima. 
E acredite, o fim da série não está nem um pouco próximo, a autora já está para lançar no outono inglês "Becky Bloom to the Rescue"! Isso só reforça a minha teoria de que a Becky merecia um seriado de TV. 


Eu ia colocar as sinopses de cada livro da série aqui, mas achei que iria deixar o post imenso. No entanto, só pelo título já dá para ter uma ideia do que o livro se trata. Não prometo, mas estou planejando conseguir um exemplar autografado da autora para sortear aqui no blog.
=X

Comentários

  1. Só assisti ao filme, mas adoro a estória!
    Não sei se leria todos os volumes da série (que ainda nem acabou), mas com certeza tenho vontade de ler pelo menos o primeiro..
    O post ficou lindo, por sinal!

    Beeijão!
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti o filme e adorei!!! Acho que eu deveria ler outra obra dela! Me indique um quando puder, confio no julgamento de uma fã fervorosa como vc hehehehehe

    ResponderExcluir

Postar um comentário