Canal da Sophie Kinsella

Qualquer leitor que conhece o PN desde 2015 sabe o quanto eu adoro a autora Sophie Kinsella. Agora em maio, a Editora Record lançou o Minha Vida (não tão) Perfeita. Mas foi através do anúncio de um novo livro, que será lançado em 2018, que eu fiquei sabendo da existência do canal dela.


Até agora a autora tem apenas quatro vídeos postados no YouTube. No entanto, já é possível ver que o seu bom humor não fica apenas nos livros. Em um deles, Sophie faz uma comparação entre espiões e escritores. E o primeiro vídeo foi uma tentativa da autora falar em italiano para agradecer aos fãs que ela encontrou em sua turnê pela Itália.
Surprise Me foi o foco do último vídeo. Ela disse que tinha acabo de terminar de escrever o livro e queria dividir essa alegria com a gente. A história é sobre um casal que ao se darem conta que terão muitos anos juntos pela frente decidem que precisam surpreender um ao outro todos dias (se eu não entendi errado). Mas como estamos falando de Sophie Kinsella é claro qu…

Primeiro Turno: Uma Introdução aos Jogos de Tabuleiro Modernos

Olá leitores do psicose, deixe eu me apresentar, já que a nina é uma amiga em comum muito mal educada.

Meu nome é Lucas e esta será provavelmente a única vez que vocês ouvirão alguém me chamando assim, me chamam de Black desde que eu era mais novo, a história, o motivo, não convém contar isso agora!

Agora que fomos semi-devidamente apresentados (a-ham!)...

Eu já vinha conversando com a Nina sobre ter uma coluna no psicose sobre jogos de tabuleiro e por um motivo ou outro as coisas sempre não iam para frente, mas são outros tempos agora e finalmente a ideia pôde sair do papel.





Então, para aqueles que ainda desconheciam o mundo dos jogos de tabuleiro modernos, ou board games, eu fico muito feliz de lhes dar as boas vindas!

Como primeira postagem eu queria situar vocês onde nós no encontramos no momento, contando uma breve história de como as coisas aconteceram para que chegássemos onde estamos.

Existem muitas teorias diferentes do que seria um board game moderno, alguns dizem que monopoly, famoso por aqui como banco imobiliário, já contaria, enquanto outros discordam fervorosamente, eu sinceramente não me arrisco muito entrando nesse tipo de discussão, porque o que importa é que temos opções beeeeem melhores que essa atualmente.

Acho que algo importante de se mencionar é que enquanto boa parte do mundo foi largando os board games na década de 80 e principalmente no início da de 90, alguns países da europa, principalmente a Alemanha continuaram a explorar e a produzir coisa nova.

E foi em meados de 96 que uma empresa decidiu trazer um desses jogos, que foi extremamente premiado por lá, para lança-lo nos Estados Unidos, Settlers of Catan (Colonizadores de Catan) era seu nome. Então logo a coisa toda explodiu, este foi o jogo que popularizou e que expandiu tudo que se conhecia de jogos de tabuleiros até então.



Em pouco tempo vários outros jogos começaram a ser trazidos de todos os cantos da Europa e lançados na América do Norte, até que os próprios americanos começaram a criar os seus próprios jogos e estilos de jogos.



E claro, enquanto acontecia toda uma revolução lá fora, nós do Brasil, ficamos presos nessa era negra dos board games, com nossos wars, jogos da vida e bancos imobiliários, com poucas empresas tentando raramente trazer um ou outro jogo pequeno para cá, mas não conseguindo fazer nada realmente expressivo.



Até que a Galápagos Jogos decidiu investir pesado e trazer produtos de qualidade e aliado a uma marketing agressivo, o que era um hobby de um nicho extremamente pequeno de pessoas que eram obrigadas de viver de muita importação, estava prestes a ver um crescimento que nem mesmo o mais otimista dos jogadores conseguiria prever.



Com estas mudanças extremas no mercado, empresas como a Grow e a Devir se viram obrigadas a correr atrás e inovar a sua linha de produtos, além de abrir espaço para novas pequenas empresas, como a Funbox e a Conclave, que apesar do tamanho, tem demonstrado uma excelência na qualidade de seus produtos, com pequenos deslizes aqui e ali.



Além de todos esses títulos chegando de lá de fora por todas estas empresas, nós temos visto uma boa movimentação de desenvolvedores de jogos dentro do mercado nacional que não devem nada a jogos de lá de fora, como o Bullfrogs, Jester e War Zoo.



Acho melhor eu parar por aqui, porque só eu e a Nina sabemos como essa conversa vindo da minha boca pode não ter fim. Mas espero ter feito vocês entenderem que o hobby vai muito além de 3 ou 4 títulos que você joga na sua casa de férias quando estoura o limite do 4G.

Teremos muito tempo para irmos dissecando este grandioso e maravilhoso mundo dos board games modernos e espero que vocês me façam companhia ao longo deste caminho. Até a próxima!


Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Black! parabéns pelo post de estréia... adorei a ideia... e ri muitooo aqui,pq eu só jogo banco imobiliário e war.... kkkkkkkkkkkkkkk

    livros terapias / Sorteio de Fim de ano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laila! Muito obrigado pelo seu comentário! Fico realmente feliz que você tenha gostado! Dia 19 eu vou postar uma lista dos melhores jogos para se começar a jogar e outra dos melhores jogos para se começar uma coleção! Espero ter atiçado a sua vontade de entrar para o hobby, e se sim, seja bem vinda! =)

      Excluir

Postar um comentário