Maratona Oscar 2016: Creed e Trumbo

Hoje vou falar de dois filmes, porque o Oscar já está batendo na nossa porta. Os filmes de hoje não receberam indicação para Melhor Filme ou Diretor. Mas trazem grandes estrelas e ótimas histórias!



Creed traz a vida novamente o lutador Rocky Balboa, agora aposentado com uma vida modesta na Philadelphia. Eis que o filho de Apollo Creed procura Rocky para inciar sua carreira.


Creed recebeu apenas a indicação para Melhor Ator Coadjuvante com Sylvester Stallone. Na minha opinião a indicação foi merecida, não apenas por esse filme, mas pela história e importância do ator nos filmes de ação. Ele já levou o Globo de Ouro e tem grande chance de levar o Oscar também. No entanto, acho que ele tem um forte concorrente com o ator coadjuvante do filme "Ponte dos Espiões".


Trumbo nos leva a conhecer um pouco mais sobre a história do cinema estadunidense contando um pouco da vida de um dos grandes roteiristas de Hollywood. 

Interpretado por Bryan Cranston, nosso eterno Walter White da série Breaking Bad, Trumbo é um roteirista perseguido por seu viés ideológico. Em tempos de Guerra Fria, não cabia muito bem a ninguém dizer que era comunista, principalmente um roteirista de alto escalão que nem ele. Muito inteligente, o roteirista não deixa de lado sua ideologia e acaba tendo que buscar os seus próprios meios para continuar a fazer o que mais ama: escrever filmes. 


Pra mim, a interpretação do Bryan Cranston é brilhante e após ver o filme não tenho dúvidas nenhuma da sua merecida indicação para o prêmio de Melhor Ator. O seu personagem é muito complexo, assim como o Walter White. E isso me preocupava, achei que ele pudesse trazer os trejeitos do Walter para o Trumbo. Mas não, o que vemos é um personagem completamente diferente, assim como sua atuação.


E aqui vai mais uma surpresa minha por uma não indicação. Sinceramente? Eu achei esse filme muito melhor que Brooklyn e não entendo como não foi para entre os Melhores Filmes. Vou ficar muito feliz se o Cranston ganhar, apesar de não ser o primeiro na minha torcida. 

Ah! E esse, além do "O quarto de Jack", é outro filme que me despertou a vontade de ler o livro!

Comentários