O que falar em uma palestra literária?

Em dúvida sobre o que dizer na Livraria da Travessa/RJ.
Se você está começando sua carreira literária agora, foi chamado para uma palestra e não faz ideia do que dizer, calma! Essa coluna é justamente para dar algumas dicas.

Mas, para ser sincera, eu acho que eu quero começar esse texto com uma pergunta diferente: o que vocês querem ouvir em uma palestra literária?

É sério.

Deixem nos comentários.



Vira e mexe sou chamada para palestrar em algum evento literário, em alguma escola, rádio ou outros meios do gênero. Aceito o convite sempre que posso e fico muito feliz por ser lembrada, mas então as dúvidas começam a me acometer: sobre o que eu vou falar?! Com o tempo, aprendi que isso depende.


Antes de pensar no que você vai dizer, tente responder algumas perguntas, como essas:

1) Quem é o público que estará te ouvindo?
Seu discurso tem que mudar de acordo com o público que você vai encontrar. Claro que o conteúdo pode (e deve) ser o mesmo, mas a maneira de se expressar pode (e deve) variar. Por exemplo, você dificilmente vai usar o mesmo tipo de linguagem em um grupo de ouvintes adolescentes e em uma entrevista para uma rádio.

2) Quanto tempo você terá para falar?
É muito importante controlar seu tempo para não ultrapassá-lo e nem acabar antes do tempo previsto. Normalmente eventos que envolvem palestras são organizados para cada palestra durar um tempo específico e quando as coisas saem do planejado, tudo acaba se embolando. Isso também é de suma importância quando você vai palestrar junto com alguém! Cuidado para não falar demais e roubar a oportunidade do coleguinha! Ou seja, treine antes. Sozinho, com seus amigos, familiares, com o cachorro, enfim... treine!

3) Haverá alguém mediando ou você vai falar sozinho?
No caso de alguém fazer a mediação, a coisa muda um pouco de figura. Normalmente os mediadores não contam as perguntas antes, para manter a surpresa. Ainda assim, você pode conversar com o mediador antes do evento para entender, mais ou menos, como será a conversa, sobre o que serão as perguntas e o que ele espera de você.

4) A palestra é só sua ou com algum outro colega escritor?
Essa informação não só é importante para o controle do tempo, como eu já contei, mas também porque vocês precisam alinhar seus discursos. Imagina que situação você falando X e seu colega Y, sendo X e Y assuntos totalmente diferentes - ou mais tenso ainda - conflitantes? Vai acabar virando uma discussão, rs.

5) Como você pode torná-la mais colaborativa?
Claro que isso não cabe em todos os tipos de palestra, mas a tendência é que ela acabe se tornando um pouco cansativa, ainda mais se for parte de um evento com diversas palestras. Então, cabe a você, palestrante, pensar em como você pode deixá-la mais colaborativa. Ou seja, o que você pode fazer para envolver seus ouvintes e fazê-los participar ativamente? Por exemplo, um jogo de perguntas e respostas?

6) Você poderá fazer uso de outras mídias?
Talvez isso não pareça tão relevante, mas é legal ilustrar o que você está dizendo com imagens ou pequenos vídeos. Eu disse pequenos. Por favor, não passe um longa metragem! E eu disse imagens! Por favor, não encha sua apresentação de texto. Se isso não pega bem nem na faculdade/escola, imagina em um evento literário? As pessoas são VISUAIS. As letrinhas você deixa pros seus livros.

7) O que você tem de diferente para contar? Como você pode agregar algo aqueles ouvintes?
Acho que essa é a pergunta de OURO e a que vocês devem passar mais tempo pensando. O que eu posso falar, para quem quer que seja meu público, que eles vão achar legal? O que eu posso falar que vai agregar algo de bom? Qual é meu diferencial em relação aos outros palestrantes que pode interessar o público? Isso talvez, também, só seja uma manha que você vai pegar depois de algumas palestras e de interpretar o comportamento do público. Eu, por exemplo, sei que meu diferencial é eu ter postado Mocassins e All Stars todo no Orkut, despretensiosamente, até que ele chamou atenção de uma editora e minha caminhada como autora (no sentido estrito da palavra) começou. Minhas palestras quase sempre falam um pouco de Literatura e os Meios Virtuais.



Mas enfim, a verdade é que eu me baseio muito no que eu gostaria de ouvir, como participante e leitora. É por isso, também, que abri a postagem com essa questão: o que vocês querem ouvir em uma palestra literária? A voz do povo é a voz de Deus.




Comentários