Canal da Sophie Kinsella

Qualquer leitor que conhece o PN desde 2015 sabe o quanto eu adoro a autora Sophie Kinsella. Agora em maio, a Editora Record lançou o Minha Vida (não tão) Perfeita. Mas foi através do anúncio de um novo livro, que será lançado em 2018, que eu fiquei sabendo da existência do canal dela.


Até agora a autora tem apenas quatro vídeos postados no YouTube. No entanto, já é possível ver que o seu bom humor não fica apenas nos livros. Em um deles, Sophie faz uma comparação entre espiões e escritores. E o primeiro vídeo foi uma tentativa da autora falar em italiano para agradecer aos fãs que ela encontrou em sua turnê pela Itália.
Surprise Me foi o foco do último vídeo. Ela disse que tinha acabo de terminar de escrever o livro e queria dividir essa alegria com a gente. A história é sobre um casal que ao se darem conta que terão muitos anos juntos pela frente decidem que precisam surpreender um ao outro todos dias (se eu não entendi errado). Mas como estamos falando de Sophie Kinsella é claro qu…

Sobre doações e dica de lugares no Rio

Oi pessoal, eu estou bem sumidinha. Perdão. Eu estou trabalhando como assessora da autora Clara Savelli e está sendo uma experiência maravilhosa onde estou aprendendo um montão de coisas. Mas hoje eu não vim falar disso, não.


Quando eu fui para Bauru, eu fiz uma mala com o objetivo de ficar por lá até o final do ano. Então, eu levei todas as minhas roupas. De volta ao Rio, aproveitei o ensejo da arrumação do armário, e separei todas as roupas que eu já não usava mais para doar. Nessa história, eu consegui convencer a minha mãe a fazer o mesmo com as roupas do meu padrasto e roupas de cama antigas. 


O resultado foi duas caixas grandes de roupas e um saco enorme com quatro travesseiros, duas cobertas e um edredom!  


A única parte dessa saga toda que me deu um pouco de agonia foi procurar um lugar que aceitava as doações. Aqui em casa, as coisas acontecem muito de "cinco minutos". Eu cheguei domingo, arrumei o meu armário, terça convenci a minha mãe a separar mais coisa e já queríamos doar logo. Nossa pressa é decorrendo do fato que se deixássemos para depois, as coisas ficariam aqui até Deus sabe quando.

Eu liguei para cinco lugares diferentes, algumas indicações de amigos e lugares que acreditei que aceitariam. Na minha cabeça, eu achei que conseguiria logo na primeira ligação. Apesar de ter começado a sentir o sentimento de frustração crescer dentro de mim, não desanimei e encontrei um lugar bem legal - relativamente - perto de casa.

Se você mora na Tijuca, eu indico a Obra Social Santa Cabrini. Ela fica na entra de um colégio na Usina. O endereço é Rua Conde de Bonfim, 1305. Fui muito bem atendida por telefone e pessoalmente pela Irmã Sil! A informações eu encontrei nesse site, onde você também pode procurar por outras instituições.
Outra opção que surgiu no meio dessas ligações foi o Exército da Salvação. Se você tiver uma quantidade razoável de coisas, e não for do tipo apressadinha(o) que nem eu, é uma ótima opção. No dia que liguei, eles marcaram de pegar na minha casa as doações em uma semana. Infelizmente, eles não têm posto de coleta onde você pode entregar pessoalmente. Pelo menos, foi isso que a moça me disse por telefone. 


No geral, por mais que pareça ser um pouco frustrante, principalmente, se você tiver pressa e não conheça nenhum lugar, não desista. O bem que você estará fazendo doendo essas coisas que não são mais úteis para você, vale por todo o processo de separação, ligação, frustração e, finalmente, doação. Pessoas que realmente precisam farão melhor uso dessas coisas do que seus armários e caixas.

Comentários