Canal da Sophie Kinsella

Qualquer leitor que conhece o PN desde 2015 sabe o quanto eu adoro a autora Sophie Kinsella. Agora em maio, a Editora Record lançou o Minha Vida (não tão) Perfeita. Mas foi através do anúncio de um novo livro, que será lançado em 2018, que eu fiquei sabendo da existência do canal dela.


Até agora a autora tem apenas quatro vídeos postados no YouTube. No entanto, já é possível ver que o seu bom humor não fica apenas nos livros. Em um deles, Sophie faz uma comparação entre espiões e escritores. E o primeiro vídeo foi uma tentativa da autora falar em italiano para agradecer aos fãs que ela encontrou em sua turnê pela Itália.
Surprise Me foi o foco do último vídeo. Ela disse que tinha acabo de terminar de escrever o livro e queria dividir essa alegria com a gente. A história é sobre um casal que ao se darem conta que terão muitos anos juntos pela frente decidem que precisam surpreender um ao outro todos dias (se eu não entendi errado). Mas como estamos falando de Sophie Kinsella é claro qu…

Netflix: Bates Motel e GG

Então, gente, vou compartilhar com vocês os meus últimos consumos de entretenimento no - santo - Netflix. Óbvio que tenho uma lista enorme de séries e filme para assistir, mas como sou humana e semi-salariada, não tenho todo o tempo do mundo.  


A questão é que terminei as duas temporadas de Bates Motel. Claro, eu estou um pouco frustrada já que a série está na quarta temporada e eu vou ter que providenciar outros meios para conseguir ver o resto, já que o Netflix - não tão santo assim - não me permite no momento. 


Eu só não sei por que eu não vi essa série antes, meu deuso! Se por acaso você não for o tipo de pessoa que conhece todas as séries do universo, Bates Motel é uma adaptação da história/filme Psicose (que inspirou também o batismo do Clube Psicose e agora do Psicose da Nina) - enfim.

Dylan (camiseta preta), Norman (o que tem cara de psicopata mesmo) e Emma (*coraçãzinho*).
O ouvi muitas pessoas falando que a série era sobre a juventude do Norman, mas a série vai muito além disso. Enquanto assistia os episódios, achei que a Norma (mãe do psicopata) tem um papel mais importante na história do que o próprio garoto. Imagina, uma mãe solteira que sofreu diversos tipos de abuso ao longo da vida e que tem uma alma de empreendedora numa cidade pequena. Ah! Esqueci do fato dela ter que lidar com um filho problemático e o seu Motel, que parece ter uma imã para problemas. 


Em relação aos casais da história, eu shippo: Norma e o xerife, Alex; e a Emma e o Dylan (irmão mais velho do Norman). E o Norman, eu quero que ele morra mesmo. E isso só me faz lembrar que preciso - ur-gen-te - achar um jeito de ver as próximas temporadas. 


Se for comentar algo que você acredite ser um spolier nos comentários, use o a tag [SPOILER] para ninguém morrer do coração.

Para não perder o pique de ver série, emendei o fim do Bates Motel (no Netflix, bom frisar) na série GG. Não é Gossip Girl não, é o Gilmore Girls mesmo. Uma série do começo dos anos 2000 que eu assistia esporadicamente no SBT. Eu estou amando ver os episódios em sequência! Sinto um calorzinho coração ao ver a série que me faz lembrar da época que ainda morava em Mogi e assistia o seriado. <3


Comentários