Lançamento: The Cursed Child

Antes do lançamento da segunda parte do filme "As Relíquias da Morte", eu já sofria de abandono. Quando acabei o sétimo livro, eu fiquei completamente perdida, achei que nunca mais acharia uma série, uma história que me envolvesse tanto. Acabei me encontrando nos chick-lit da Sophie Kinsella ~ essa não é a questão agora. A questão é ~ Harry Potter ressurgiu como uma fênix em minha vida. 


Quando falaram sobre o lançamento da peça, eu achei que se tratava de uma releitura das obras já lançadas. Depois que começaram a divulgar as fotos do elenco, os personagens mais velhos e seus filhos comecei a cogitar ser algo diferente. Mas mesmo assim, a ficha ainda não tinha caído que realmente seria uma história inédita.


Como sempre ~ Eu não procurei por muitas informações, pois acredito no ditado "quem procura acha" e eu não estava nem um pouco afim de ser bombardeada com spoilers

Fiquei imensamente feliz em saber que teria um lançamento oficial no Rio ~ MELHOR ~, que seria uma virada, que seria literalmente o lançamento MUNDIAL! Lá fui eu pronta para gastar o dinheiro que não tinha.

O evento oficial no Rio de Janeiro aconteceu na Livraria Saraiva do Shopping RioSul, no bairro de Botafogo. Antes, a Frini apresentou o lançamento do livro "A Mediadora" da Meg Cabot e teve comemoração do 7º ano do Clube do Livro ~ clube que conheço há pouco tempo e já considero pacas. Às 21h00 começamos a conversar sobre a nossa tão amada série e ficamos lá até o relógio marcar meia-noite.

Teve brigadeiro da Sonserina ~ e das outras casa também.
Esse foi o meu primeiro evento de lançamento de um livro do Harry Potter e foi incrível dividir esse momento de expectativas com outros leitores que foram tão influenciados como eu por essa obra. A Frini abriu um espaço para falarmos um pouco sobre o que os livros do saga significavam para gente ~ momento olhinhos cheios de lágrimas. 

Fiquei impressionada como as histórias são muito parecidas e trazem o mesmo sentimento, mesmo com pessoas de diferentes idades. Teve gente que enterrou os livros para não serem queimados pela família que achava que HP era coisa do capeta, gente que fez amizades por causa dos livros e gente que sofria de depressão e encontrou um refúgio.

Para mim, Harry Potter entrou na minha vida num momento de muitas mudanças, eu estava saindo de Mogi e vindo morar no Rio. Ele foi a ponte de amizades que ficaram na minha cidade natal e também ponte para novas ~ incríveis ~ amizades. Um dos meus primeiros blogs foi sobre Harry Potter, na época do lançamento do filme do "O Cálice de Fogo".

Começar a ler "sério" através dos livros do HP emprestados também me ensinaram muito sobre a importância de você emprestar os seus livros para os amigos. Provavelmente, eu nunca teria lido se minha amiga que mora em Mogi, não tivesse me emprestado, confiado em mim para trazer o livro para o Rio. Enfim... São tantas histórias.

Minutos antes da abertura da caixa.
Eu não pretendia começar a ler o "The Cursed Child" tão cedo. Eu queria admirá-lo por um tempo, deixar aquele monstrinho da expectativa crescer dentro de mim. Mas num belo domingo pós-lançamento, enquanto eu esperava o PC ligar ~ Eu comecei! Então, em breve, resenha sem spoilers por aqui!


Comentários