Mais um pouco sobre relacionamentos

Um dias desses, enquanto eu lavava a louça ~ ótimo momento para filosofar sobre a vida, eu comecei a pensar sobre diversos tipos de relacionamentos. Mais do que isso, pensei sobre o que faz bem e mal. E, hoje, vou dividir um pouco desses pensamentos com você.

Artista portuguesa Tamara Alves.
Nesse meu filosofar, eu cheguei a conclusão que não podemos ficar buscando apenas aceitação nos nossos relacionamentos, como se você fosse tão "ruim" ou "insignificante" que deveria ficar feliz por ser "aceito" por alguém. No começo pode até ser bom. Afinal, quando você não consegue enxergar o seu próprio valor, acaba se apegando a quem ~ apesar de todos os seus defeitos ~ consegue se te aturar.


Isso está totalmente errado! A longo prazo, se essa pessoa que te "aceitou-apesar-de-tudo" não te entende, você irá apenas sofrer. Você começará uma bola de neve de justificativas, porque essa pessoa que te aceita o suficiente para estar do lado dela não te compreende ~ nem um pouquinho.

Eu sempre procurei alguém que me aceitasse junto com os meus problemas, sempre comecei os meus relacionamentos ~ principalmente amorosos, mas isso vale para amizade também ~ vomitando todos os meus defeitos e problemas para pessoa saber exatamente onde estava se metendo. Achava que podia ser feliz sendo "tolerada". Mas não. Bons relacionamentos envolvem algo a mais, entendimento, empatia. 


Cada um lida com as circunstâncias da vida de uma maneira, não cabe ao namorada(o) ou amigo(a) te pressionar para você ser algo que não é. Se esse "defeito/problema" te faz mal, esse terceiro precisa te apoiar, se colocar no seu lugar e compreender a situação. 

Nem tudo precisa ser perfeito e cada um tem o seu tempo para lidar com os problemas da vida, por isso é importante procurar relacionamentos saudáveis, onde você se sinta compreendido e NÃO inferior a pessoa que te "aceitou-apesar-de-tudo". Encontrar alguém que te faça enxergar além dos seus problemas e defeitos, isso sim é um bom relacionamento, seja namoro ou amizade. 

Comentários