Canal da Sophie Kinsella

Qualquer leitor que conhece o PN desde 2015 sabe o quanto eu adoro a autora Sophie Kinsella. Agora em maio, a Editora Record lançou o Minha Vida (não tão) Perfeita. Mas foi através do anúncio de um novo livro, que será lançado em 2018, que eu fiquei sabendo da existência do canal dela.


Até agora a autora tem apenas quatro vídeos postados no YouTube. No entanto, já é possível ver que o seu bom humor não fica apenas nos livros. Em um deles, Sophie faz uma comparação entre espiões e escritores. E o primeiro vídeo foi uma tentativa da autora falar em italiano para agradecer aos fãs que ela encontrou em sua turnê pela Itália.
Surprise Me foi o foco do último vídeo. Ela disse que tinha acabo de terminar de escrever o livro e queria dividir essa alegria com a gente. A história é sobre um casal que ao se darem conta que terão muitos anos juntos pela frente decidem que precisam surpreender um ao outro todos dias (se eu não entendi errado). Mas como estamos falando de Sophie Kinsella é claro qu…

Que tal começar algo novo?

Essa é minha última coluna de janeiro aqui no Psicose da Nina e eu queria fazer vocês refletirem um segundinho: o que você fez de diferente nesse novo ano? Começou um curso que sempre quis? Radicalizou no corte de cabelo? Tomou coragem e publicou seus primeiros textos na internet? Você está vivendo de acordo com suas metas e sonhos planejados no final de 2016 ou se deixou tomar pela rotina e está vivendo um 2016s? Me conte.





Muitos dias eu mesma tenho a sensação que estou vivendo em 2016s. Minhas tarefas se acumulam e a lista de coisas para fazer no dia seguinte só aumenta de um dia para o outro. Dá vontade de me encolher num cantinho e esperar tudo se resolver sozinho. Que minha coluna se escreva sozinha, que meus trabalhos freelance se façam sozinhos e que os capítulos dos meus livros simplesmente tomem vida sem minha intervenção.

É sobre isso que eu quero falar com vocês hoje, na verdade. Sobre como a gente acaba ficando preso na nossa rotina de sempre e não nos permitimos viver novas experiências e começar algo simplesmente novo, do zero. É é a rotina ou é o medo? Talvez seja os dois. Às vezes parece que isso sufoca. Não parece?

Eu queria que você parasse um minuto. Um minuto é suficiente. Queria que você refletisse um pouquinho sobre como você viveu esse janeiro de um novo ano. Quais foram as coisas boas que você adicionou na sua vida e quais são as coisas nocivas que ainda fazem parte dela? E por que elas ainda fazem parte dela? Como você fez esse primeiro mês de um novo ano diferente para melhor? Ou, em palavras mais simples e diretas: o que você fez hoje para ter um amanhã melhor?



Se a sua resposta for nada, ou perto de nada. Repense. Eu queria muito que você começasse algo novo. Algo que você sempre quis. Adiciona aí embaixo da sua lista de metas para 2017. Por favor, eu nunca te pedi nada. Mas tem que ser um algo novo que te dê um calorzinho no coração, um friozinho na barriga e uma vontade de largar toda sua rotina para viver fazendo aquilo. Tem que ser um algo que te faça genuinamente feliz, mesmo que por um curto período do dia. Tem que ser um algo que te dê gás para enfrentar dias que nem sempre vão ser lindos e perfeitos. Tem que ser um algo que faça você acreditar você em seu potencial e nos seus sonhos. Tem que ser um algo que te motive diariamente e que te inspire a seguir em frente. Todo mundo tem um algo desse, perdido por dentro ou trancafiado em algum lugar do coração. Eu queria que você dedicasse esse finzinho de janeiro de 2017 a achar o seu.

Seja mais doce com você em fevereiro e em todos os meses que ainda vem dessa nova benção que é 2017. Nós temos que ser nossos primeiros fãs e nossos maiores incentivadores, sempre. Você é a líder do seu fã-clube fictício? Você ao menos faz parte dele?

Que tal começar algo novo? Essa sensação que a gente tem no final de um ano e no começo do outro devia perdurar todo dia nas nossas vidas. A esperança de que o ano que vem vai ser melhor. Por que não fazer ele melhor, diariamente? :)

Comentários

  1. ADOREI! acho sim que temos que tentar fazer coisas novas, ir a lugares diferentes etc, para nao nos acomodarmos e continuarmos crescendo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. AMEEEEEEEEEEEEI <3 Estou pensando agora, no que fazer para mudar isso em mim. Viver novas coisas e mudar radicalmente para melhor!

    ResponderExcluir
  3. Gostei! Se for para ficar na mesmice o ano não será nada novo.
    E sempre bom mudar.

    Beijos Nina

    http://www.cherryacessorioseafins.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Auuuunw, acho que o importante é pegar um ano e dizer: esse ano eu vou dizer sim pra tudo. e simplesmente se arriscar né?
    Se arriscar é bom demais.Sempre nos pegamos fazendo algo que não imaginaríamos e daí a vida fica mais bonita e divertida!

    que 2017 seja nosso ano! :)

    beeijão
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Concordo com tudo!!! Quero viver assim o ano inteiro! Sem necessariamente me encher de metas, mas procurar aquilo que me faz feliz! Esse ano eu estou decidida a voltar a escrever e planejar muitas viagens! Sem falar que voltei com o blog recentemente. Ou seja, coisas pequenas que me fazem sentir esse calorzinho no coração que vc descreveu! Beijos!

    https://apaixonadaporfinaisfelizes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olha nesse ano eu já fiz algo que sonhava faz tempo mas sempre tive medo, que foi andar de avião! hahahaha
    Acho que é sempre bom sonhar, mas mais importante é se arriscar e correr atrás dos nossos sonhos, mesmo com as inseguranças, medos e dificuldades!

    Beeeijo

    ResponderExcluir
  7. Oi Clara! (nova parceira linda *-*)

    cara... eu na verdade acho que venho vivendo um 2006s HAHAHAHA minhas metas são as mesmas desde lá. Mas incrivelmente eu tenho vivido um janeiro diferente dos anteriores. Ainda não tô cem por cento, mas digamos que já movimentei ao menos uns 40 e isso tem me deixado orgulhosa, sabe? de pouquinho se gera o mundo
    dorei muito o texto. Muito <3

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Clara :)
    O mundo está tão acelerado e tão louco que se a gente bobear, já é 2018 e não fizemos nada para nós mesmos, nada de interessante e nossos dias foram iguais uns aos outros.
    Tenho pensado muito sobre isso e cheguei a conclusão que a gente tem mesmo que se colocar na frente de tudo. Não criei uma lista de resoluções esse ano mas se a tivesse criado, já teria riscado "voltar pro curso de desenho", algo que eu tenho adiado há tempos! :)

    Beijos,
    Giulia | 1livro1filme.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ooi Nina, tudo bom??
    Esses dias comecei as aulas práticas de direção e meu instrutor perguntou "Já saiu com o carro alguma vez?" e quando eu neguei, ele disse "Então vai e dirige pela primeira vez" O que me deixou pensando quando tinha sido a última vez que eu tinha feito algo pela primeira vez! Como você disse, será que é o medo misturado com a rotina? Precisamos nos arriscar mais e viver novas experiências,
    Ah e sobre o "Seja mais doce com você" que amoor <33
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir

Postar um comentário