Netflix: Girlboss

O único e verdadeiro motivo para você ver essa série é que RuPaul está nela. If you don't love yourself, how the hell you gonna love somebody else - brincadeira. Existem muitos motivos para ver Girlboss e vou tentar colocar alguns deles aqui para vocês. 


Primeiro é bom eu contextualizar a história, né? Girlboss é baseado na biografia da Sophie Amoruso lançada em 2016. Na série, Sophie é uma jovem que não sabe lidar muito bem com a vida adulta pulando de emprego em emprego. Eis que, ela resolve apostar na sua paixão por roupas e utilizar o Ebay (uma espécie de Mercado Livre para quem não sabe) para criar sua própria loja, Nasty Gal. Além dessa busca por sucesso na vida adulta - o que aparentemente é uma imposição quando você chega nessa fase da vida -, a história também aborda o difícil relacionamento dela com os pais.

Eu não posso dizer o quanto a série é fiel ao livro, mas o roteiro da Kay Cannon é maravilhoso e não é atoa, já que ela é a mesma roteirista do Pitch Perfect (Escolha Perfeita) - uma comédia musical de jovens universitários que participam de competições de coral onde não são utilizados instrumentos além da própria voz dos cantores, conhecido popularmente como acampella.

Vamos as razões:

Sophia sofre da síndrome de Peter Pan e fobia da vida adulta que muitos de nossa geração sofrem. Odiamos ser adulto e sabemos que é a coisa mais chata desse mundo. E, normalmente, preferimos lamentar do que fazer alguma coisa a respeito disso.


A visão de sucesso que temos em relação aos nossos pais, que obviamente são de outra época e geração, são bem diferentes da nossa. É inevitável não sentir empatia pela Sophia ao tentar explicar para o seu pai super sistemático que podemos conseguir algum dinheiro na internet e mais ainda que podemos vencer na vida seguindo nossas paixões e que elas não significam serem temporárias só porque estamos incrivelmente empolgados com ela no momento. humf!


Amizade é um tema muito importante na série. Ter o apoio de nossos amigos em nossas empreitadas mais loucas é muito importante. Dá gosto de ver a amizade da Sophia com a Annie. Claro que como toda amizade é normal surgir alguns conflitos. Mas no fundo sabemos que nunca vamos conseguir seguir em frente sem ter aquele amigo que está disposto a estender a mão.


Apesar de um pouco problemática, eu gosto bastante da personalidade da Sophia. Tirando os ataques de egocentrismo, ela tem uma personalidade muito forte e é bastante determinada. Aprendemos bastante com ela sobre como lidar com o fracasso e dar a volta por cima. Também podemos aprender muito sobre como funciona todo o processo de montar uma marca e um negócio - alô, pessoal do marketing


E falando em estilo... Primeiro, a série é de "época". Okay, 2006 não é tão época assim. Mas quando você começa a ver a série e vê aqueles celulares antigos e aquele computador da Apple bicolor que todo mundo queria nos anos 2000... Gente, parece que foi em outra era! E para ampliar ainda mais essa sensação de vintage, a Nasty Girl ama roupas antigas e a série toda traz uma atmosfera anos 1970, o que reforça ainda mais essa sensação nostálgica. 


Quando enalteci o roteiro lá em cima é porque ele é realmente bom! Eu só fui reparar que os episódios tinham apenas 20 e pouco minutos quando eu já tinha assistido uns três episódios. A história é contada de uma forma em que eles conseguem aproveitar muito bem esse tempo e parece que você viu uma hora de tanta coisa que eles conseguem contar em um só episódio. Além de ser super divertido! A carga dramática é mais subjetiva e fica por conta da relação da Sophia com os pais e conflitos com outros personagens por causa da sua personalidade. 

Nem preciso dizer que já quero ler o livro, né? E estou aqui ansiosíssima esperando a Netflix lançar a trilha sonora no Spotify! Preferi colocar o teaser, porque vi o trailer e achei que ele dá muito spoiler e mostra algumas das melhores piadas. 

Comentários

  1. Oi, Nina!
    Realmente o roteiro da série é maravilhoso! Eu me sentei pra assistir só o piloto e assisti 4 eps de uma tacada só haahhaa
    Eu estou gostando muito da série, apesar de não gostar nada da Britt.
    Menina, aquele discurso no começo do primeiro ep descreve muito os dias atuais.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Eu assisti em uma tarde e uma noite. Eu fui pesquisar quem era Britt - porque sou dessas que não sabe o nome de atores e atrizes haha - e descobri que conheço ela! Achei ela bem diferente com o cabelo escuro. No começo também fiquei meio assim em relação a atuação. Mas tem algum motivo a mais para você não gostar dela? Fiquei curiosa haha

      Excluir
    2. Menina, eu só não vou com a cara dela. Sei lá... meu santo não bateu com o dela hahahahah

      Excluir
  2. Oiii!

    Eu tô sempre em busca de novas séries para assistir, você já deve ter percebido isso. Ia assistir essa ontem, mas acabei que não o fiz. Maaaaas já sei que quero começar o mais rápido possivel!
    Gostei de ver a sua analise e não sabia que era baseado em um livro, bacana isso!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai curtir bastante, Ani! <3
      A série é engraçada, mas não chega a ser aquelas comédia forçadas de mais, sabe, que dá até agonia de ver. Também é muito legal acompanhar as estratégias da Sophia com os seus negócios.

      beijos

      Excluir
  3. Oi, Nina!! Eu também amei essa série, assisti tudo em um dia haha. Me identifiquei muito com a Sophia, principalmente pelo gosto da moda, que é algo muito presente na minha vida. Já li o livro e é maravilhoso, apesar de falar mais do lado da empresa que da vida pessoal da Sophia :)
    O roteiro, as musicas e figurino foram ótimos!!! Adorei o post ;)

    Xoxo
    https://ldesaturno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber que o livro tem um foco um pouco mais específico do que a série. Eu li poucas biografias/livros de não-ficção por livre espontânea vontade, mas acho que Girlboss seria uma que eu curtiria bastante.
      Também estou in love pelas músicas e figurino e olha que eu não sou super fashionista hehe

      beijos, amore!

      Excluir
  4. To super ansiosa para assistir a série, 3 resenha que eu leio e cada vez mais me deixa mais ansiosa, alguns falaram que não gostaram muito, mas não sei porque eu tenho um pressentimento que vou adorar!
    Amei tua resenha, só me deu mais vontade ainda de assistir!
    Escritas de Verão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Agnes! Então, eu super entende algumas pessoas não terem gostado da série. Acho que tudo na vida, né, não tem como agradar todo mundo. Ontem mesmo eu repensei uma cena depois que uma menina comentou no twitter e de fato pegou bem mal. Quando comecei a assistir tive medo da série tender mais para um o estilo de comédia da Unbreakable Kimmy Schmidt que tem um humor mais forçado e uma realidade meio paralela haha Mas acho que vale a pena você dar uma chancer ;)

      beijos

      Excluir
  5. Oi Nina! Eu ainda não vi, mas uma colaborada lá do blog conferiu e amou, eu achei que os episódios fossem mais longo, mas sendo mais curto com um toque de comédia já me deixou com mais vontade de ver! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Fato dos episódios serem curtos ajuda bastante, Mi!
      Espero que consiga ver <3
      beijos

      Excluir
  6. Eu ainda não vi,mas quero muito ver,acho que o fato dos episódios terem de 20 a 30 minutos vai ajudar bastante.
    Todo mundo está falando bem,e acho que por ser inspirado em uma história real,da mais vontade ainda.

    Esperando para voar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É inspirada em uma história real, mas como a próxima série diz é uma "releitura livre, bem livre" haha Mesmo assim acho que a série traz umas dicas bem legais para quem quer correr atrás do seus sonhos ;)
      beijos, Carol!

      Excluir
  7. Nina! Eu amei essa série! ♥ Me inspirou muito, sabe? Adorei os personagens e amizade dela com a Annie é bem fofa. Mesmo com os probleminhas. Quem nunca, né? Li algumas críticas, falando mais da personalidade da Sophie. Ela é doidinha, mas é totalmente compreensível. Mas a determinação dela é um máximo! Pra mim, é a lição que fica. Espero muito que tenha uma 2ª temporada. Ah! Também quero ler o livro e amei a trilha sonora.

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Carol! Acho que as vezes as pessoas se pegam em algumas coisas boas ou compram a o lado ruim do personagem como sendo um todo ruim. Ninguém é só virtudes e todo mundo em um background. Eu achei bem plausível ela ser do jeito que é tendo em vista os problemas dela com os pais. Somos duas ansiosas pela próxima temporada!

      beijos

      Excluir
  8. Oi, Nina!

    Eu já vi essa série por aí, mas nunca parei para ler e entender o que ela aborda. Sua postagem foi a primeira que o li a respeito.
    A "sinopse" chamou a minha atenção, eu até meio que me imaginei no lugar da protagonista. E seus motivos foram importantíssimos. Decidi que vou assistir.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que você tenha decido ver pelo que eu apresentei. Ansiosa para saber a sua opinião <3

      beijos, Thami!

      Excluir
  9. Oi, Nina!
    Já estava querendo ver, mas agora quero mais ainda.
    Não tinha visto resenhas, só sinopses mesmo.
    Quem não vive uma Síndrome de Peter Pan, né?
    Eu vivo, eu mesma tenho 17 anos ainda. SÓ QUE NÃO. Hahahaha.
    Se a gente parar para pensar, realmente, 2006 já faz tempo, é quase de época, haha.
    Sinto que vou devorar os episódios, ainda mais tão rapidinhos.

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que o meu post tenha de alguma forma te influenciado a ver a série. Ela pode parecer um pouco boba, mas se você ver com carinho vai entender as mensagens subliminares <3

      beijos, flor!

      Excluir
  10. Oi Nina! Não sei o q dizer da serie. Gostei em muitas partes,que você até mencionou no post, me vi em algumas outras, achei outras divertidas e outras desnecessárias. estava até gostando do seriado. Não procurei os por baixos dele, nunca li o livro, então deve ter sido exatamente isso que me fez não gostar do final. Ficou indefinido pra mim kkk. bj
    www.omundodatutty.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o final indefinido é porque terá uma próxima temporada hehe Mas entendo totalmente você não ter gostado de algumas partes. Acho isso super normal até porque a série tem um estilosinho meio peculiar fugindo um pouco do tradicional, além da personalidade da própria Sophia ser bem difícil haha
      beijos, Tutty <3

      Excluir

Postar um comentário