Sobre timidez

Olhando para trás na minha vida, eu sempre fui um menina muito tímida que nunca soube muito bem como lidar com as pessoas. Algumas pessoas podem achar estranho eu dizer isso. Afinal, eu tenho um canal no YouTube ~ Que timidez é essa?


Eu realmente não sei que tipo de timidez eu tenho, mas sei que ela sempre me ataca nas piores situações. Infelizmente, esse é tipo de característica que prejudica bastante as pessoas em várias áreas da vida ~ eu sei por experiência própria. Já começa pela busca por emprego. Aparentemente ser extrovertido é o mesmo que ser eficiente e se você não demonstra isso em uma entrevista tchau-tchau. 

Sem querer sair de um extremo ao outro e cair na arrogância, eu acho que eu faço coisas legais aqui no PN (vamos considerar PN um todo, instagram, blog, canal e FanPage). Quando eu vou em eventos, eu simplesmente fico travada. Não sei iniciar uma conversa do tipo: "Então, eu tenho um blog!". Na realidade, eu sei de cor essa frase. O problema é que não conseguido desenvolver nada além disso, principalmente se o meu interlocutor não colaborar. Talvez no final das contas o meu problema seja a falta de jogo de cintura e a timidez só piore tudo isso. 

Me esforço para fazer vlogs mais "animados", porque aparentemente o quanto mais feliz e gritando você aparece em um vídeo, a probabilidade dele fazer "mais sucesso" é maior ~ ironia mode on. Na realidade, eu deixo a emoção me pegar no momento de gravar. Tem dias e assuntos que eu estou realmente animada e isso passa para o vlog. E depois dele estar editadinho bonitinho lá no YouTube até parece que foi fácil, né? Mas não é, ainda mais para quem é tímido. 

Até faculdade, isso não foi um grande problema. Dá para você empurrar a timidez com a barriga, tomar algumas pílulas de coragem para algumas apresentações e encarar algumas situações sociais. E acredito que algumas pessoas também consigam lidar com isso na vida adulta, mas confesso que está sendo bem difícil para mim. Parece que as pílulas de coragem, agora trazem um efeito colateral: eu me sinto incrivelmente cansada toda vez que enfrento a minha timidez de cada dia. 

Faz alguns meses que ando enfrentando os meus problemas com "passos de bebê" (baby steps), a maioria das pessoas não entendem e ainda julgam, mas foi o jeito está dando agora e não tem como forçar para ser mais rápido. Então, minha próxima meta é levar meus marcadores no próximo evento que eu for e pensar diálogos possíveis com interlocutores complicados que costumam responder com um "legal". 

Esse texto ficou meio maluco, mas eu simplesmente sentei aqui e abri meu coração. Talvez alguma coisa faça sentido para você. Talvez você se identifique de alguma forma ou tenha um conselho. Mas não é muito estranho que você encontre algo do tipo no Psicose da Nina. 

Comentários

  1. Oi, Nina!
    Entendo bem o que você sente. Pode não parecer, mas sou muuuuito tímida. Até para falar no meio de uma galera que eu conheço, gaguejo, travo e tudo mais..
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir

Postar um comentário