Como ser levada a sério?

Dá medo. Muito medo. Porque quando você diz que quer fazer algo por conta própria, começar algo do zero, é muito difícil prever o que vai acontecer. Não que um emprego normal seja garantia de que todos os seus problemas estão resolvidos. Mas quando negócio é seu, parece que o peso é maior. Hoje vou dividir com você algumas coisas que passaram na minha cabeça nesse um mês da EPA*.


O primeiro ponto é se levar a sério. Porque o que não vai faltar são pessoas que não vão te levar a sério. Se você não consegue quebrar essa barreira e acreditar em si mesmo será bem mais difícil seguir em frente. Não que eu seja uma especialista em negócios. Mas isso faz sentido, não? Acreditar naquilo que você vende é um dos princípios dos negócios - não é? 

No caso da EPA, por ser uma assessoria, o trabalho é um pouco menos tangível. Fazemos banners, criamos notícias, gerenciamos redes sociais, a maioria não são coisas que o cliente pode pegar na mão e ver algo concreto. Imagina explicar para os pais que podemos cobrar por algo que "tecnicamente" não existe? 

A outra questão é a ansiedade. Acho que muito provocada por essa falta de não ser levado a sério pelos outros. Quando começamos um projeto - pelo menos eu - cresce dentro de mim uma vontade absurda de que aquilo de muito certo. Principalmente a EPA, já que nossos produtos não existem materialmente no mundo real. O sucesso é a coisa mais concreta que podemos alcançar para sermos levados a sério.

É preciso controlar esse monstro que cresce dentro da gente sendo alimentado pela vontade de provar algo para os outros. Fazer tudo planejado e com seriedade é chave. A credibilidade e confiança (o ser levado a sério) vem com o tempo. O foco é não deixar todas essas dificuldades impedir de continuar. 

Como eu comecei esse texto, eu termino dizendo: dá medo. As vezes eu posso até não acreditar em mim, na EPA (desculpa, sócia!), mas não é sempre. No fundo, eu sinto que a EPA pode se tornar algo incrível e é isso que me motiva a continuar. 

*A Entre Pontos é o resultado de uma parceria entre duas amigas apaixonadas pelo universo da cultura: livros, filmes, música, moda, artes de modo geral. Somos uma assessoria de comunicação com foco em autores nacionais e que fornece ferramentas e apoio para quem precisa de uma mãozinha para alcançar mais pessoas. Através de nossos conhecimentos e experiências oferecemos serviços que cabem no bolso de quem está começando, assim como nós. Mais informações no nosso site

Comentários

  1. Oi sócia! Eu sinto insegurança também, aliás em tudo o que faço. Mas foi exatamente quando aprendi a confiar mais em mim e nas minhas habilidades é que eu comecei a levar o nosso projeto a sério. Temos sim todo o potencial para que a EPA dê certo! Aliás já fico até fantasiando sobre como e onde será nosso escritório e as entrevistas que faremos para contratar funcionários hahahahaahha
    Mas sério, seu texto fez todo o sentido pra mim e imagino que os donos das maiores empresas do mundo com certeza já passaram pelo o que estamos passando agora. E se eles conseguiram, por que não nós?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi sócia! HAHA Eu acho que é exatamente isso. Por que não nós?

      Excluir
  2. Se as pessoas não vão levar a gente a sério, a gente tem que se levar, né?
    Ainda mais sendo mulheres e jovens (vocês bem mais do que eu, hahaha, mas eu tenho uma assessoria de imprensa desde 2012).
    É como dizem: Deu medo? Vai com medo mesmo!
    Sucesso para vocês!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Teca <3
      Você disse tudo! Ser mulher e jovem não são fatores que ajudam muito, mas precisamos encarar nossos medos, né?

      beijos

      Excluir
  3. Como já cantou Renato Russo:
    "Confie em si mesmo
    Quem acredita sempre alcança!"

    Começo sempre é mais difícil né, tem que jogar duro, enfrentar todos os desafios, mas nada melhor quando a cada passo, ainda que pequeno mesmo, a gente consegue ultrapassar, isso é sucesso. É um treinamento para quando as coisas ficarem maiores.

    Desejo que seja maior do que vocês já imaginaram, que surpreenda a qualquer expectativa alheia, e que todo trabalho seja recompensado. Vai na fé e estuda muito.

    xero grande
    Torcendo muito!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguindo e confiando!
      Obrigada pelo apoio de sempre, Léa <3
      Não vejo a hora de te conhecer pessoalmente #vemsetembro

      beijos

      Excluir
    2. Eu tambémmmmmmmmmmmmmmmm #sóvem

      Excluir
  4. Olá Dani! Realmente começar um projeto profissional do zero e praticamente só com as ideias na cabeça e a força de vontade assusta, mas uma coisa você disse muuuito bem, vocês se levarem a sério, vocês acreditarem. Claro que ter um apoio "externo" é importante e ajuda mas com certeza a primeira e mais importante coisa é vocês estarem seguras. E também não desanimarem quando as coisas não caminharem tão rápido como gostaríam, quem disse que seria fácil né!? hahaha
    Gostei muito de suas palavras. Todo o sucesso para a EPA!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Handerson pelas palavras. Pode deixar que eu e a Rai não vamos desistir :)

      beijos

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Gostei muito do texto, era exatamente isso que eu estava precisando ler. Estou pensando em começar um negócio próprio agora que terminei a faculdade, mas confesso que o medo ainda me abala. Gostei muito das palavras, e prometo colocar tudo em prática!
    Muito sucesso com a EPA!

    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes a gente precisa arriscar, né? Ainda mais que o mercado anda tão difícil. Mas essa "teoria" serve para qualquer projeto ou iniciativa que temos na vida em que as pessoas não acreditam na gente. :)

      beijos, Claris

      Excluir
  6. Oi Nina.
    Acho que o medo, a insegurança e a ansiedade, fazem parte de tudo na vida, principalmente quando são projetos novos. Mas o segredo está justamente nisso, em ter sempre em mente que você mesmo é o principal responsável pelo seu sucesso e não os outros, por mais que doa não ter o apoio da nossa família.
    Eu também acredito muito no EPA e desejo todo sucesso do mundo para vocês!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário