Resenha: Dumplin' de Julie Murphy

Ler romance adolescente quando não se é mais adolescente pode ser benéfico em diversos aspectos. Você relembra dos velhos tempos de escola, do frisson do primeiro amor, de como tudo que aconteceu lá contribuiu para tornar o que você é agora e mais um monte de coisa.


É como uma viagem no tempo embalada por nostalgia. E Dumplin’, segundo livro da norte-americana Julie Murphy, faz essa viagem da melhor maneira possível.

O livro é o novo lançamento da Valentina e, apesar de eu ter lido no ano passado em inglês, pelo que ando acompanhando nas redes sociais, a editora fez um trabalho LINDO com o livro.
Dumplin’ é contado pela Willowdean, uma adolescente texana que tem uma mãe que foi vencedora de um concurso de beleza em 1900 e lá vai bolinha, e que considera essa a maior conquista da sua vida. A mãe ainda é super envolvida com o tal concurso, que é o mais tradicional do país e também o maior acontecimento da cidade pequena que elas moram.

Willowdeam, ou Will, para os íntimos, não é muito fã do concurso, mas circunstâncias vão fazê-la questionar o porquê de ela encará-lo de forma tão negativa. Também vai fazer outras pessoas questioná-la quando ela decide participar do concurso.

Tamanho nunca foi documento, né? Pra Willowdean muito menos.

Ela sempre se sentiu confortável com seu corpo, apesar dos incentivos da mãe para que ela emagrecesse. Mas agora, na adolescência, a era da insegurança, ela começa a pensar duas vezes sobre o assunto. O questionamento tem muito a ver com seu colega de trabalho, Bo, também conhecido como crushPorque nada melhor e pior que um primeiro amor para te fazer duvidar de tudo que você pensou que era certo, não é mesmo?

A relação entre Bo e Will, Will e seu corpo foi o que mais me prendeu ao livro. Ela não segue exatamente o padrão de romance adolescente que eu ando lendo por aí. Mas segue de um jeito bom.

No geral, eu amei tudo no livro. A narrativa é leve, mas com conteúdo. Os personagens estão longe de ser óbvios. As lições de amizade são de fazer você ficar pensando mesmo depois de fechar o livro. E o romance é de partir para depois juntar os pedacinhos do coração. É uma leitura para todo mundo que alguma vez na vida se sentiu inadequado.

Ou seja, todas as pessoas desse planeta.

Mas para mim foi mais do que uma ótima leitura, foi também um aprendizado. E eu adoro quando o livro vai além da história que ele conta. Minha nota é 10 para Dumplin’.

Imagina a minha felicidade ao descobrir que o livro vai virar um filme da Disney! Acho que não existe estúdio melhor pra fazer esse sonho virar realidade. Mas enquanto o filme não sai (e mesmo depois de ele sair) eu super-recomendo a leitura. 

Mais sobre o livro

Título original: Dumplin'
Autora: Julie Murphy
Ano: 2017
Páginas: 336

Sinopse: Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo... até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular... e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca. Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.

Comentários

  1. Eu já queria ler o livro de tanta recomendação que você dava... Agora, com a sinopse e a resenha, quero muito!!!
    PS: saber que a Disney vai fazer uma adaptação só melhora a reputação do livro ❤

    ResponderExcluir
  2. Como estava ansiosa pela primeira postagem da nova colaboradora! E não me decepcionei!
    Já quero ler e poder me encantar pela Will também. Acho que vou concordar muito com a forma que ela pensa e vê o mundo.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário