Resenha: Sob o mesmo teto

Aos poucos eu tenho saído da clausura literária de livros estrangeiros para desbravar a literatura nacional jovem contemporânea. Depois de ler Clara Savelli, Aimee Oliveira, Camila B. Monteiro, Raphael Montes, Ray Tavares, Larissa Siriani... Eu cheguei na Bruna Fontes. Autora de 24 anos que já tem mais de 3 milhões de leituras no Wattpad.


Sob o mesmo teto teve sua origem na plataforma de publicação online gratuita e o sucesso arrebatador fez com que ele chegasse em sua versão física através da Duplo Sentido Editorial. O livro faz parte de uma sequência não seriada que conta histórias da família Medina-Becker. Em julho, eu tive o prazer de prestigiar o lançamento de Sobre(o)postos, na Livraria Leitura, e foi onde eu comprei os dois livros. 

No primeiro livro conhecemos a jovem Calíope Medina que está mudando da Cidade Maravilhosa para Assunção, no interior do Paraná. Isso tudo porque a sua mãe resolveu morar junto com o terceiro marido e está arrastando os seus cinco filhos juntos, incluído Cali. Se isso não bastasse, o seu padrasto (família Becker) também tem um número considerável de filhos. Imagine juntar esse bando de crianças e adolescentes debaixo do mesmo teto? Todos precisam se adaptar a nova realidade em meio as mudanças e angústias das descobertas da adolescência. Mas a trama central está em um paixão proibida entre Cali e um menino que ela não que esperava entrasse em sua vida dessa forma.


A escrita da Bruna é muito envolvente e me vi diversas vezes perdendo o fôlego durante a leitura. Paixões adolescentes sempre são intensas e a autora conseguiu expressar isso muito bem em capítulos curtos, que deram um dinamismo muito bom para leitura. Não vou revelar nessa resenha com quem Cali se envolve, apesar de querer muito conversar com vocês sobre isso. Talvez em um próximo post. Mas já percebi que Bruna gosta é de polemizar e desenvolver histórias sobre amores "impossíveis". Então, esteja preparado para ficar com o coração na mão muitas vezes.

Não havia nenhum tipo de preparo psicológico para isso. A vida acontecia sem pedir passagem e você precisa aprender a se virar na marra. Sem manuais. Sem garantias. Um tiro no escuro.

Outro ponto que acho muito importante destacar é a trilha sonora, que aliás não existe apenas no papel. Você pode conferir a seleção feita pela autora em uma playlist no Spotify. Bruna também não pouca referências a literatura brasileira mais tradicional fazendo uma releitura do poema de Carlos Drummond de Andrade. 

Com ilustrações de Vanessa Leal Nunes (você pode conferir mais do trabalho nela no instagram), a capa do livro e as primeiras páginas dos capítulos já apresentam um pouco do universo da história. Eu, particularmente, adorei as cores e achei uma fofura as ilustrações que deram um ar único para o livro. A diagramação e o projeto gráfico da edição física é ótimo e não deixa a desejar em nada as grandes editoras. Você pode conferir outros títulos e mais informações sobre como adquirir os livros no site da editora.


Uma coisa eu posso te dizer com toda certeza, quanto mais eu me aventuro na literatura jovem nacional, que antes era desconhecida para mim, mas quero ler todos os autores dessa nova geração! 

Mais sobre o livro

Título original: Sob o mesmo teto
Autora: Bruna Fontes
Ano: 2016
Editora: Duplo Sentido Editorial
Páginas: 352

 

Comentários