Crítica: Cartão de Natal

Olha elaa! Cheia de crítica de filme saindo! A vida tá difícil, mas a gente tá tentando manter o desafio de pé e aproveitando para mergulhar de cabeça em filmes natalinos quando tudo está uma bosta. E fazer o quê se às vezes tudo está uma bosta mesmo quando faltam só 5 dias pro Natal, né?

O filme de hoje se chama "Cartão de Natal" e é um bônus. Ele originalmente não estava na lista do desafio, até porque eu comecei esse desafio em Novembro e o filme só foi anunciado pela Netflix muito depois, para lançamento no dia 15/12. Fazer o quê, né? Tive que comprimir meus horários e enfiar esse filme no meio. Um filme Netflix é sempre imperdível.



 

Nossa querida protagonista nessa história se chama Ellen e ela é uma socialite. Seu pai é dono de um império de lojas, fundada junto com seu tio. Seu pai já está perto de se aposentar e o grande sonho de Ellen é ser a nova CEO da empresa. O problema é que ela é um pouco desajuizada e acha que coisas como fazer saltos de ginástica olímpica no meio de um evento da empresa porque ela foi desafiada por um cara qualquer é algo perfeitamente aceitável.

Preocupado com a filha, que muito tem se afastado e se fechado desde que a mãe morreu, seu pai a manda para Snow Falls, uma cidadezinha minúscula, onde seu pai viveu e onde seu tio resolveu fixar residência. Ele quer que ela aprenda sobre o espírito da empresa, mas também sobre altruísmo e amor ao próximo. O objetivo da viagem é que Ellen cumpra uma tradição familiar. Seu pai e seu tio sempre trocam cartas de Natal e elas ficam guardadas em uma caixona (essa que ela está segurando na foto). Todos os Natais o tio e o pai escrevem um para o outro e, em todo Natal a caixa muda de um para o outro.



Querendo orgulhar o pai, Ellen contraía os desejos do noivo (outro ryco) e vai para Snow Falls, desejando fazer tudo o mais rápido que pode. Deixar a caixa lá e ir embora correndo. Afinal, já tem planos para o fim de ano com o boy. As coisas começam a dar errado no momento que ela pisa na cidade, porém. A mala dela é atropelada por um taxista, que também é (a) o único taxista da cidade e (b) o dono da pousada onde ela vai se hospedar. Já viu, né? Quando ela finalmente consegue chegar na hospedagem, descobre que o tio saiu da cidade naquela manhã e que não tem previsão de retorno!

Um filme sobre tradição, amizade e amor. Alegre, emocionante e acolhedor na medida certa. E a melhor parte: com foco no espírito natalino, coisa que eu precisava muito renovar :)

Cartão de Natal

Ano: 2017Duração: 1h44min
Classificação: LivreElenco: Eliza Taylor, Jake Lacy, Andie MacDowell
Sinopse: Para herdar a empresa da família, a socialite Ellen precisa visitar a cidadezinha de origem do pai. Lá, ela aprenderá a valorizar o altruísmo e o trabalho duro.



Comentários

  1. É um lindo filme. Sua historia é muito fácil de entender e os atores podem transmitir todas as suas emoções. Acho que o elenco sempre é importante. Andie Macdowell é uma excelente atriz, ela fez um trabalho excepcional e demonstrou suas capacidades, é um filme que vale muito a pena ver. A vi também em Homens de Coragem, é muito bom. É interessante ver um filme que está baseado em fatos reais, acho que são as melhores historias, porque não necessita da ficção para fazer uma boa produção. Gostei muito de Homens de Coragem, não conhecia a história e realmente gostei. A história é impactante, sempre falei que a realidade supera a ficção, acho que é um dos melhores filmes de drama . Super recomendo. É impossível não se deixar levar pelo ritmo da historia, o elenco fez possível a empatia com os seus personagens em cada uma das situações.

    ResponderExcluir

Postar um comentário