Crítica: Com Amor, Simon

Na última segunda-feira (dia 12) fui convidada para a premiere de Com Amor, Simon pela equipe da Woo Magazine. É claro que fiquei imensamente empolgada, porque sou uma cinéfila assumida e porque estava louca de vontade de assistir o filme. "Com Amor, Simon" está com previsão de estreia para 22 de março!

Eu ainda não li o livro no qual o filme é baseado (Simon vs a agenda homo sapiens), então não tenho como fazer comparações. Comprei um exemplar na promoção de dia da mulher na Saraiva e será minha primeira leitura assim que chegar. Resenharei aqui para o blog, aí sim comentando sobre o filme também. O livro foi lançado pela editora Intrínseca e você pode comprar seu exemplar clicando aqui.

Continue lendo o post ATÉ O FIM e garanto que você terá uma surpresa muito legal!




"Com Amor, Simon" é um romance. Ponto. Gostaria de poder terminar a resenha assim. Se vivêssemos em um mundo melhor, eu não precisaria gastar meu tempo nessa resenha e nem o de vocês, falando que o filme é um romance homoafetivo. Nick Robinson (de "Tudo e Todas as Coisas" e "Jurassic World") dá vida a Simon Spier, um adolescente que é exatamente como você. Exceto que ele tem um segredo...


O colégio onde Simon estuda tem um site bem no estilo "Gossip Girl" só que no lugar das pessoas mandarem as fofocas e alguém publicar, o site é tipo um tumblr aberto onde todo mundo pode postar seus desabafos. E eis que, em certo dia, uma pessoa anônima (que assina como blue) compartilha um desabafo: apesar de viver uma vida normal e aparentemente feliz, blue esconde um aterrador segredo - é gay.

Simon, que vive preso dentro do armário e sem saber quando/como/se deve sair, resolve responder ao post para o e-mail fake que blue criaria e deixara linkado no post. Até o post, Simon não tinha ideia de que havia alguém em seu colégio passando pela mesma situação que ele. Os dois começam a se corresponder anonimamente por e-mail, escondidos atrás de seus nomes falsos. Em uma era tecnológica, não é difícil imaginar que os dois acabem apaixonados. Que atire a primeira pedra quem nunca se apaixonou por um fake, rs.


Nós ficamos o filme inteiro como Simon: tentando descobrir que é que está por trás do pseudônimo blue. Nesse sentido, o filme é muito bem construído. Me senti dentro da cabecinha de Simon, cada vez que ele imaginava Blue como um de seus conhecidos/amigos, tentando criar um quebra-cabeça entre o que o que Blue dizia nos e-mails e o que seus amigos falavam ao vivo. Por mais que Simon peça para que os dois compartilhem identidade, blue é sempre reticente e diz que não está pronto.

Tudo vai caminhando bem, até que Simon é pouco cauteloso e acaba deixando seu e-mail falso logado em um computador na biblioteca. Martin, um de seus colegas (mas não amigos próximos) encontra os e-mails e tira fotos deles. Seu objetivo é usá-los como forma de chantagem para que Simon o ajude em uma missão: conquistar a amiga de Simon, Abby. Que, por sua vez, já tem olhos para outro menino...


É uma história típica de ensino médio, onde cada um do grupo de amigos é apaixonado pelo outro e vive martirizado por esse segredo. Simon faz o possível para atender a chantagem de Martin e manter seus e-mails em segurança, mas as coisas começam a sair do controle cada vez mais. Até que, no meio do caos, os e-mails de Simon vão parar no site de fofocas...

Uma vez assumido, Simon tem que se virar para saber como lidar com as consequências. Sua família é até receptiva, mas parece estranha. Seus amigos param de falar com ele quando descobrem que ele estava sucumbindo às chantagens de Martin. Seus colegas de escola começam a fazer bullying com ele. E blue, constrangido com a exposição, some da face do planeta Terra, inclusive deletando seu e-mail.


Fiquei vidrada no desenrolar dos acontecimentos, torcendo imensamente para que Simon fosse forte e conseguisse encarar os novos desafios e para que ele finalmente descobrisse quem era o misterioso blue. Chorei de verdade em algumas cenas, gargalhei em outras e vibrei em mais um cado. "Com Amor, Simon" é um filme engraçado, que nos cativa pela sinceridade e pela veracidade. O poster do filme fala que "Todo Mundo Merece Uma Grande História de Amor". E é isso mesmo que o filme é: uma grande, linda e emocionante história de amor. 

E lembram da surpresa? Pois bem! Na pré-estreia eu ganhei um poster oficial do filme, como esse aí embaixo! E estou cuidando dele com todo carinho para sortear entre vocês! Isso mesmo! Vamos sortear um pôster oficial do filme! E para concorrer você só precisa COMENTAR ESSA POSTAGEM com um endereço de e-mail válido, seguir @claraguta no instagram e ter endereço de entrega no Brasil. Fácil, né? :) Resultados em breve aqui no Psicose! Aproveitem!

Comentários

  1. AAAAAAAAAA! Apaixonada nesse post <3 Confesso que não tinha tanto interesse nesse livro (a verdade é que eu nem sabia direito sobre a história, só o básico), mas agora estou LOUCA para lê-lo e também para assistir ao filme!

    E esse poster maravilhoso?! Quero!

    Já sigo a Clara e meu e-mail é: meirlyanepeters2015@gmail.com :)

    ResponderExcluir
  2. Ahhh eu ameeei o livro e já estou ansiosa pra poder assistir ao filme 💙 E depois de ler essa crítica a ansiedade só aumenta kkkk
    Dedinhos cruzados aqui pra ganhar esse poster lindão 😍

    Email: melinaelizaaa@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Eu terminei de ler o livro há pouco tempo atrás, já estava ansiosa para assistir ao filme e essa resenha só aumentou minhas expectativas!
    Meu email é Whoisnath@outlook.com e eu já sigo a Clara pois a acompanho há algum tempo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário