Resenha - O Amante da Princesa (Larissa Siriani)

É com muito amor que eu escrevo essa resenha. Eu tive oportunidade de ler "O Amante da Princesa" ano passado, quando ele era apenas um livro finalizado da minha querida amiga Larissa Siriani e ainda nem sequer tinha um contrato para publicação. Fui completamente arrebatada pela história de Klaus e Amélia, assim como a Verus Editora também foi e como todos os outros leitores que começarão a ter contato com o livro essa semana também serão.


Brother, OLHA ESSA CAPA!!!!! Impactada
 O Amante da Princesa conta a história de Amélia, a princesa do Brasil. É isso mesmo, o livro é de época. E se passa na época da monarquia brasileira. Ela está prometida para casamento (amamos) para o Arquiduque da Aústria, um moço chamado Maximiliano Hasburgo. Amélia tá meio de saco cheio desse casamento. Sabe que precisa cumprir suas funções, mas não tá nem um pouco feliz por ter que casar com um cara que ela nem conhece. O moçoilo vai lá onde Amelita mora, nos Palácios das Janelas Verdes, em Lisboa, para que eles se conheçam e acertem todos os detalhes do casamento.

Só que ele não vai sozinho.
Tá com um amiguë de tira-colo: Klaus Brachmann.
Segura esse tiro. Continua lendo que eu vou te contar melhor essa história!



Amélia tá vivendo a vida ordinária de uma princesa, ciente de que precisa se casar em breve, mas bem insatisfeita com essa situação. Quando Max chega para visita, ela tenta ao máximo ser uma pessoa legalzinha e ter a mente aberta. O probleminha é que ele chega com esse mocho Klaus Brachmann, seu melhor amigo, de acompanhante. E o probleminha maior ainda é que ele é um lindíssimo. Também temos o probleminha de que ele é meio grosso. E o pior probleminha de todos: ele é o maior pegador da época e tá muito afim de dar uma seduzida na pobre e inocente Amélia.

Perguntei para Lari quem seria o Klaus ideal e ela me disse que seria este moço. Achei ótima escolha.
Mas até o homem mais galanteador entende o código de amizade e sabe que amigos >>> meninas lindíssimas com lábios rosados. O livro é narrado alternando pontos de vista, entre Klaus e Amélia e podemos ver como ambos estão em conflito com eles mesmos. Klaus transtornado por estar desejando a noiva do seu melhor amigo e Amélia em fervorosa por estar se sentindo atraída por outro cara que não seu próprio noivo. Larissa faz um trabalho incrível em expressar os pontos de vista. Escrever um livro de época já não é uma tarefa nada fácil. Escrever do ponto de vista masculino também não. Agora os dois? É motivo para Nobel, na minha humilde opinião, rs. A diagramação do livro é incrível! A editora foi super cuidadosa e teve a preocupação até mesmo de alterar as fontes para que elas fossem diferentes de um personagem para o outro, já que o livro é cheio de cartinhas e bilhetes (o Whatsapp da época, né mores?).

Um primor de diagramação.
O desenrolar da história se dá no maior estilo de romances de época tipo Julia Quinn (que amo). Uma paixão proibida, toques inesperados e jogos do destino. Maximiliano precisa fazer uma viagem de surpresa e deixa Klaus na casa como seu representante, para resolver os assuntos e cuidar da noiva dele. Sem os olhos de Maximiliano e sem o julgamento dele por perto, Klaus e Amélia aprofundam suas emoções, se envolvendo em um tórrido romance secreto e bem indecente para época. Todo desejo em algum momento não consegue ser mais contido e as faíscas entre os dois viram uma vontade incontrolável de estarem juntos, em todos os sentidos. Que casalzão da porr*, viu migos. Nós nos apaixonamos junto com os dois e pelos dois, a medida que as situações se desenrolam e eles começam a perceber que não estão apenas bagunçando as promessas de casamento, mas sim os próprios corações.

Um ship é um ship #Klamélia

Larissa surpreende a cada página, trazendo um romance arrebatador com reviravoltas até o último segundo. Lembro que quando terminei o livro fiquei alguns minutos completamente em silêncio (eu e minhas lágrimas) e depois mandei áudios gigantescos para a Larissa xingando-a e agradecendo-a pela história (essas são as vantagens de ser amiga de uma escritora sensacional há mais de 10 anos). O Amante da Princesa é uma mistura de Julia Quinn com Nicolas Sparks e um pouquinho de John Green, com o toque de quem faz toda essa mistura fazer sentido e ficar super saborosa: Larissa Siriani.

O Amante da Princesa já está à vendas nas melhores livrarias e com certeza absoluta é uma grande aquisição para sua estante. A história de Klaus e Amélia vai aquecer seu coração, fazer você chorar, rir e torcer por um amor do mesmo tipo. Eu sabia que a Larissa tinha feito um trabalho incrível no momento que li o livro antes de todo mundo e, agora, fico imensamente feliz de vê-lo editado, diagramado e com uma capa tão linda, pronto para conquistar o mundo e a lista dos mais vendidos (comprem para que esse meu sonho se torne real, obrigada). Em tempo, adivinha quem está na ORELHA DO LIVRO com um comentário declarando amor eterno? Yours truly: eu mesma.



Ah! Hoje também saiu um vídeo no meu canal onde eu mostrei um pouco do livro e contei a história, então se você é mais de vídeos, é só clicar aqui e compartilhar Klamélia com o mundo.

Compre "O Amante da Princesa" pelos links da autora:

Comentários