O que aprendi lendo Céu Sem Estrelas, de Iris Figueiredo

Há algumas postagens anteriores (bem no estilo recapitulação de seriado), eu falei um pouco sobre o sentimento que todo blogueiro passa de querer desistir do blog. Vasculhando os rascunhos do PN eu encontrei uma ideia abandonada de uma reflexão que o livro Céu Sem Estrelas, de Iris Figueiredo, despertou em mim. Mas hoje, depois de um certo tempo da leitura, eu acho muito pouco falar sobre um ponto específico, já que o livro me ensinou tantas outras coisas.




Relacionamento abusivo não é só entre namorados

Acredito que muitas pessoas ainda não tenham parado para pensar que um relacionamento abusivo não está apenas na relação entre um casal. Faz muito tempo que li um post no blog Escreva Lola Escreva, onde uma menina falou o quanto era difícil o relacionamento dela com sua mãe. Foi a primeira vez que pensei num relacionamento abusivo entre mãe e filha. Talvez muitas pessoas que tenham lido Céu Sem Estrelas nem tenha levado a relação de Cecília com a mãe para esse lado. Mas para mim ficou bem claro que se tratava de uma relação abusiva que tinha grande influência na insegurança e na forma como a personagem se sentia.


Nada é definitivo

Outra temática abordada no livro que me fez pensar bastante foram as questões sobre escolhas e oportunidades relacionadas a faculdade. Para começar foi o primeiro livro que li que fala sobre Iniciação Científica em seu enredo e achei isso muito legal! Grande parte das pessoas que passam pela faculdade sem se quer tomar conhecimento que existe essa possibilidade de experiência acadêmica. Como o enredo se passa na época do início da faculdade da maioria dos personagens, muitos deles acabam por questionar suas escolhas em relação ao curso que estão fazendo, justamente porque carregamos aquela carga de que essa será uma escolha para o "resto da vida". Essa insegurança é natural e faz parte. No entanto, por mais que exista pressão de todos lados (e partes rs), nada é definitivo e nunca é cedo ou tarde de mais para mudar.


Bernardo não gosta da Cecília "apesar de"

Bernardo gosta da Cecília porque ela é linda do jeito que é. Não porque ela é apenas inteligente e divertida, mas sexy também! Sem mais e sem apesar dela ser gorda.

O livro ainda fala sobre outras questões e se você quiser saber mais sobre a história, eu fiz uma resenha para o Estante Diagonal


Comentários